Tempo Real

ANP: dados preliminares indicam queda de 1,75% na produção de petróleo

O campo de Tupi (ex-Lula) continua como o maior produtor de petróleo do País, com 714 mil bpd

ANP: dados preliminares indicam queda de 1,75% na produção de petróleo
Petróleo extraído do campo de exploração da Petrobras. (Imagem: Sergio Moraes/Reuters)

Dados preliminares da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) mostram que a produção de petróleo no Brasil teve queda de 1,75% em junho na comparação com o mês anterior, para 2,828 milhões de barris diários. Já a produção de gás natural cresceu 0,9%, para 132,9 milhões de metros cúbicos por dia. Em relação ao ano passado, porém, a produção de petróleo recuou 2,58%, e a de gás, 2,10%.

A produção do pré-sal representou 75,31% desse total, registrando queda de 2,67% comparada ao mês anterior e totalizando 2,759 milhões de barris de óleo equivalente. Na comparação com a produção de junho de 2021, a produção do pré-sal subiu 1,66%. Do total, 2,188 milhões de barris foram de petróleo e 90,7 milhões de metros cúbicos de gás natural, informou a ANP.

O campo de Tupi (ex-Lula) continua como o maior produtor de petróleo do País, com 714 mil barris diários em junho, queda de 7,93% contra o mês anterior, e também de gás natural, mesmo com a queda de 9,71% em relação a maio. Tupi produziu 33 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia em junho.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Já entre as principais instalações, o Polo Arara, no Amazonas, foi o principal produtor, com 7 milhões de metros cúbicos diários em 35 poços produtores.