ITUB4 R$ 24,90 +0,57% EURO R$ 6,42 +0,40% MGLU3 R$ 14,32 -1,65% DÓLAR R$ 5,51 +0,00% BBDC4 R$ 21,70 +1,97% GGBR4 R$ 28,17 +0,00% IBOVESPA 114.428,18 pts -0,19% PETR4 R$ 29,49 -0,37% ABEV3 R$ 15,62 +0,58% VALE3 R$ 79,90 -0,97%
ITUB4 R$ 24,90 +0,57% EURO R$ 6,42 +0,40% MGLU3 R$ 14,32 -1,65% DÓLAR R$ 5,51 +0,00% BBDC4 R$ 21,70 +1,97% GGBR4 R$ 28,17 +0,00% IBOVESPA 114.428,18 pts -0,19% PETR4 R$ 29,49 -0,37% ABEV3 R$ 15,62 +0,58% VALE3 R$ 79,90 -0,97%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Atividade econômica do Brasil recua em março

  • O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), teve queda de 1,59% em março na comparação com o mês anterior

(Reuters) – A economia brasileira contraiu em março pela primeira vez em quase um ano diante da intensificação da pandemia de Covid-19 e das medidas de isolamento, mas ainda assim terminou o primeiro trimestre com crescimento graças ao desempenho positivo no início de 2021.

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), teve queda de 1,59% em março na comparação com o mês anterior, de acordo com dado dessazonalizado divulgado pelo BC nesta quinta-feira.

O resultado do mês em que o país se tornou o epicentro da pandemia de coronavírus interrompe 10 meses de avanços do índice e é o mais fraco desde a queda de 9,8% em abril de 2020, ápice das medidas de contenção da Covid-19 no ano passado.

O dado de março, entretanto, foi melhor do que a expectativa em pesquisa da Reuters de queda de 3,75%,.

Com os resultados positivos de janeiro e fevereiro, o IBC-Br encerrou o primeiro trimestre com crescimento de 2,3% sobre os últimos três meses de 2020, depois de ter expandindo 3,17% no quarto trimestre do ano passado

A crise sanitária no Brasil, com sistemas de saúde muito sobrecarregados, agravou-se no final de fevereiro e levou várias localidades a intensificarem as medidas de isolamento, voltando a fechar comércios não essenciais e restringindo ainda mais a mobilidade.

Na comparação com março de 2020, o IBC-Br registrou avanço de 6,26% e, no acumulado em 12 meses, teve perda de 3,37%, segundo números observados.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos