Tempo Real

Brasil pode ter uma nova Bolsa de Valores para concorrer com a B3

O Mubadala Capital quer dar início ao empreendimento no segundo semestre de 2025, segundo apurou o Broadcast

Brasil pode ter uma nova Bolsa de Valores para concorrer com a B3
Fachada da Bolsa de Valores. (Foto: Divulgação/B3)

A B3 (B3SA3) pode ganhar uma concorrente no Brasil. O Mubadala Capital, asset dos Emirados Árabes Unidos, está organizando a abertura de uma nova Bolsa de Valores no País para o segundo semestre de 2025. A informação foi publicada inicialmente na coluna do jornalista Lauro Jardim, do O Globo, e posteriormente confirmada pelo Broadcast.

O escopo do projeto prevê que a sede da nova Bolsa seja no Rio de Janeiro e uma operação em todos os mercados, incluindo ações, derivativos e câmbio. A reportagem do Broadcast procurou o Mubadala e  ATG, mas eles não comentaram o assunto.

A ideia é de que o projeto, que ainda depende da aprovação das autoridades reguladoras, seja tocado por Claudio Pracownik, executivo com passagens pela Ágora Investimentos e pela Genial. Atualmente, ele preside a Americas Trading Group (ATG), empresa de tecnologia que viabiliza negociações eletrônicas para o mercado de capitais. Em 2023, o Mubadala Capital concluiu aporte na ATG, assumindo seu controle.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Ainda segundo apurou o Broadcast, o Banco Central e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) já estão analisando o pedido feito pela ATG para atuar como Bolsa. Vale destacar que a empresa tenta viabilizar a entrada no Brasil há mais de uma década. Em 2013, criou o Americas Trading System Brasil (ATS Brasil), uma associação com a NYSE Euronext, e foi até a CVM com um pedido para operar como Bolsa.

Com a informação, os papéis da B3 operaram em queda no pregão de hoje. Por volta das 18h07, as ações recuavam 3,2%, cotadas a R$ 12,42.