MGLU3 R$ 23,30 +1,08% EURO R$ 6,25 +0,25% DÓLAR R$ 5,14 +0,00% ITUB4 R$ 29,96 -0,07% BBDC4 R$ 25,58 -1,31% ABEV3 R$ 14,70 -1,21% VALE3 R$ 78,96 -1,10% IBOVESPA 112.291,59 pts +0,37% GGBR4 R$ 22,48 -4,10% PETR4 R$ 26,64 +2,82%
MGLU3 R$ 23,30 +1,08% EURO R$ 6,25 +0,25% DÓLAR R$ 5,14 +0,00% ITUB4 R$ 29,96 -0,07% BBDC4 R$ 25,58 -1,31% ABEV3 R$ 14,70 -1,21% VALE3 R$ 78,96 -1,10% IBOVESPA 112.291,59 pts +0,37% GGBR4 R$ 22,48 -4,10% PETR4 R$ 26,64 +2,82%
Delay: 15 min
Últimas notícias

CEO global do Carrefour pede ‘revisão completa de treinamento’ à subsidiária brasileira

  • Alexandre Bompard, pediu ao Carrefour Brasil "que seja realizada uma revisão completa das ações de treinamento dos colaboradores e de terceiros, no que diz respeito à segurança, respeito à diversidade e dos valores de respeito e repúdio à intolerância"

(Estadão Conteúdo) – Por meio de sua conta no Twitter, o CEO global do Grupo Carrefour (CRFB3), Alexandre Bompard, pediu ao Carrefour Brasil “que seja realizada uma revisão completa das ações de treinamento dos colaboradores e de terceiros, no que diz respeito à segurança, respeito à diversidade e dos valores de respeito e repúdio à intolerância”.

Bompard abre sua manifestação na rede social expressando os sentimentos pela morte de João Alberto Silveira Freitas, provocada por dois seguranças de uma loja do Carrefour em Porto Alegre. “As imagens postadas nas redes sociais são insuportáveis”, afirma.

Ele conta que requisitou às equipes da subsidiária brasileira colaboração total com a Justiça e autoridades “para que os fatos deste ato horrível sejam trazidos à luz”.

Segundo o executivo, medidas internas foram tomadas imediatamente pelo Carrefour Brasil, principalmente em relação à empresa de segurança contratada. No entanto, ele ressalta que essas medidas são insuficientes. “Meus valores e os valores do Carrefour não compactuam com racismo e violência”. Ele pede comprometimento do Grupo neste sentido.

Bompard afirma que a revisão nos procedimentos do Carrefour Brasil terá acompanhamento de um plano de ação definido com o suporte de empresas externas, para garantir independência. Em várias partes do País, acontecem protestos em frente a lojas do Carrefour. Em São Paulo, uma das unidades chegou a ser atacada com pedras pelos manifestantes.

Invista com o apoio de conteúdos exclusivos e diários. Cadastre-se na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos