Tempo Real

Cobre fecha em baixa, com retorno de mercados na China e riscos à oferta

Cobre fecha em baixa, com retorno de mercados na China e riscos à oferta
Foto: Pixabay

O cobre fechou em baixa nesta segunda-feira, que marcou o retorno de investidores chineses após a semana do Ano-Novo Lunar, que deixou os mercados do país asiático fechados. Dados que mostraram enfraquecimento da atividade econômica na China e riscos à oferta também foram observados por operadores.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o cobre com entrega prevista para março fechou em queda de 0,56%, a US$ 4,4625 por libra-peso. Já a tonelada do cobre para três meses recuava 0,51% na London Metal Exchange (LME), a US$ 9.824,50, às 15h03 (de Brasília).

O Commerzbank vê o mercado de metais básicos reagindo de forma mista ao retorno de investidores chineses após a semana de feriado do Ano-Novo Lunar, com o cobre sem força para seguir a sua trajetória de alta vista nas últimas sessões.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Para o TD Securities, isso ocorre pois o prêmio de risco atrelado à crise geopolítica na Europa e a problemas na oferta por causa da variante Ômicron do coronavírus tem diminuído.

Também ficou no radar a queda do índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) da China em janeiro, sinalizando fraqueza da atividade econômica do gigante asiático, que é o maior consumidor de cobre do mundo.

Por outro lado, o alumínio operou com fortes ganhos hoje, após a cidade de Baise, na província chinesa de Guangxi, decretar quarentena para frear um surto local de coronavírus. Segundo o Commerzbank, a cidade é uma grande produtora do metal, e o lockdown incita preocupação quanto à oferta. Com isso, o preço do alumínio negociado na bolsa de Xangai chegou ao seu maior nível em mais de três meses, de acordo com o banco alemão.

Entre outros metais negociados na LME, no horário citado, a tonelada do alumínio subia 1,49%, a US$ 3.133,00, a do níquel avançava 2,23%, a US$ 23.430,00, a do chumbo cedia 0,05%, a US$ 2.209,50, a do estanho baixava 0,32%, a US$ 42.960,00, e a do zinco tinha alta de 0,46%, a US$ 3.631,50.

Web Stories

Ver tudo
<
Novo aumento da gasolina? Entenda porque Petrobras pode mexer de novo no preço dos combustíveis
Bancos digitais: confira 5 contas que melhor pagam seus clientes
O que é BPC? Por que governo quer fazer pente-fino neste benefício social?
Mega-Sena: como aumentar minhas chances de vencer?
Mega Millions: como os brasileiros podem apostar?
Como identificar as notas antigas do real que saíram de circulação?
Quanto tempo dura a pensão por morte na união estável?
Saque-aniversário do FGTS: até quando nascidos em julho podem sacar o benefício?
MEI: últimos dias para aderir ao DET e evitar multas; veja como fazer
Quer investir em IA? Conheça o novo ETF que segue Nvidia e AMD
Não deixe na gaveta: notas antigas de Real saem de circulação; o que fazer?
Quem tem união estável tem direito à pensão por morte?
>