DÓLAR R$ 5,09 -0,05% BBDC4 R$ 19,13 +1,49% EURO R$ 5,24 -0,19% ITUB4 R$ 26,38 +1,43% MGLU3 R$ 3,29 +6,82% PETR4 R$ 37,11 -0,35% ABEV3 R$ 15,16 +2,71% GGBR4 R$ 25,38 +0,63% IBOVESPA 110.235,76 pts +1,46% VALE3 R$ 70,05 -0,13%
DÓLAR R$ 5,09 -0,05% BBDC4 R$ 19,13 +1,49% EURO R$ 5,24 -0,19% ITUB4 R$ 26,38 +1,43% MGLU3 R$ 3,29 +6,82% PETR4 R$ 37,11 -0,35% ABEV3 R$ 15,16 +2,71% GGBR4 R$ 25,38 +0,63% IBOVESPA 110.235,76 pts +1,46% VALE3 R$ 70,05 -0,13%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Dólar à vista fecha em queda de 2,07%, a R$ 5,02

Lá fora, o dólar caía frente a quase todos os seus principais pares, em 0,55%

Dólar à vista fecha em queda de 2,07%, a R$ 5,02
Nota de dólar. (Foto: Shutterstock)

O dólar registrou forte queda ante o real nesta quarta-feira, a maior em cerca de um mês, o que conferiu à moeda brasileira o melhor desempenho global no dia, em meio a um declínio generalizado da divisa norte-americana após o banco central dos Estados Unidos cumprir expectativas em sua decisão de política monetária e sinalizar que aumentos excepcionais dos juros podem não ser a norma.

O dólar à vista –que chegou a subir 0,04% na máxima intradiária, a 5,1359 reais– acabou fechando em baixa de 2,07%, a 5,0278 reais na venda. O recuo percentual é o mais forte para um encerramento de sessão desde 17 de maio (-2,14%).

Na mínima, tocada após a decisão do Fed, a cotação perdeu 2,26%, a 5,0183 reais.

Lá fora, o dólar caía frente a quase todos os seus principais pares. Contra uma cesta de moedas, a queda era de 0,55%, que o afastava de máximas em 20 anos alcançadas na véspera.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos