EURO R$ 6,19 -0,06% DÓLAR R$ 5,26 +0,37% ABEV3 R$ 16,24 +1,37% ITUB4 R$ 28,59 +0,25% MGLU3 R$ 16,36 -1,56% IBOVESPA 113.794,28 pts -1,10% BBDC4 R$ 20,74 -1,43% GGBR4 R$ 26,45 -3,22% VALE3 R$ 87,90 -4,19% PETR4 R$ 26,08 -0,95%
EURO R$ 6,19 -0,06% DÓLAR R$ 5,26 +0,37% ABEV3 R$ 16,24 +1,37% ITUB4 R$ 28,59 +0,25% MGLU3 R$ 16,36 -1,56% IBOVESPA 113.794,28 pts -1,10% BBDC4 R$ 20,74 -1,43% GGBR4 R$ 26,45 -3,22% VALE3 R$ 87,90 -4,19% PETR4 R$ 26,08 -0,95%
Delay: 15 min

(Reuters) – O dólar disparou nesta segunda-feira, registrando a maior valorização diária em dez meses e fechando muito perto de 5,25 reais, nas máximas em mais de uma semana, com o mercado de câmbio sob intensa pressão vinda do exterior, onde moedas e outros ativos de risco foram alvejados em meio a temores econômicos decorrentes de novos saltos de casos de Covid-19 em alguns países.

O dólar à vista fechou em alta de 2,59%, a 5,2494 reais na venda, maior patamar desde 8 de julho (5,2549 reais).

O ganho percentual diário é o mais forte desde 18 de setembro de 2020 (+2,77%).

Nesta segunda, a cotação variou de 5,11209 reais (-0,10%) a 5,2595 reais (+2,78%).

A moeda brasileira teve o pior desempenho entre as principais divisas globais.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos