MGLU3 R$ 25,99 +1,96% DÓLAR R$ 5,47 +0,00% EURO R$ 6,66 +0,03% BBDC4 R$ 25,01 -1,84% IBOVESPA 117.380,49 pts -0,80% ITUB4 R$ 29,27 -2,14% PETR4 R$ 27,09 -1,67% ABEV3 R$ 15,15 -2,95% VALE3 R$ 93,17 -0,20% GGBR4 R$ 25,36 +1,36%
MGLU3 R$ 25,99 +1,96% DÓLAR R$ 5,47 +0,00% EURO R$ 6,66 +0,03% BBDC4 R$ 25,01 -1,84% IBOVESPA 117.380,49 pts -0,80% ITUB4 R$ 29,27 -2,14% PETR4 R$ 27,09 -1,67% ABEV3 R$ 15,15 -2,95% VALE3 R$ 93,17 -0,20% GGBR4 R$ 25,36 +1,36%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Dólar fecha em leve queda, mas volatilidade dispara

  • Ao longo de uma jornada de sobe e desce, a cotação variou entre ganho de 0,65%, a 5,3556 reais, e queda de 0,92%, a 5,2716 reais

(Reuters) – O dólar fechou em leve queda ante o real nesta quarta-feira, ao fim de uma sessão marcada por intenso vaivém nos preços, com a moeda brasileira terminando o dia entre os poucos destaques positivos nos mercados globais de câmbio.

O dólar spot caiu 0,16%, a 5,3122 reais na venda. Ao longo de uma jornada de sobe e desce, a cotação variou entre ganho de 0,65%, a 5,3556 reais, e queda de 0,92%, a 5,2716 reais.

A instabilidade do câmbio ocorreu em dia de fluxos pontuais, sem drivers com força suficiente para dar uma direção mais clara ao mercado. De forma geral, estiveram no radar notícias positivas do setor de serviços em novembro, perspectiva de início de vacinação, corrida para eleição nas duas casas legislativas brasileiras, apostas sobre os rumos da política monetária e o noticiário político nos Estados Unidos.

Não é de hoje que o real se destaca pelo vaivém, mas nas últimas sessões a moeda ampliou o “gap” ante os pares, sinal de percepção de maior incerteza sobre os rumos da taxa de câmbio.

Na terça-feira, a cotação recuou 3,32%, a 5,3208 reais na venda, na maior baixa percentual diária desde 8 de junho de 2018 (-5,59%). A correção veio depois de a moeda saltar na segunda-feira 1,60%, a 5,5033 reais na venda, maior nível desde 5 de novembro (5,5455 reais).

Invista com o apoio de conteúdos exclusivos e diários. Cadastre-se na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos