Publicidade

Tempo Real

Time brasileiro de eSports Furia suspende contrato com a FTX

Co-CEO da equipe disse que a suspensão serve para evitar que a fase atual da FTX prejudique os torcedores

Time brasileiro de eSports Furia suspende contrato com a FTX
Crise da FTX expõe a necessidade de uma regulação para o mercado de cripto | Foto: Reuters
  • Um dos maiores times de eSports (jogos online) do Brasil, a Furia, tirou a companhia FTX, empresa global do ramo de criptomoedas, de sua camiseta
  • Furia fechou um contrato no valor de R$ 15 milhões com a FTX, em 21 de abril de 2022
  • FTX foi procurada pelo E-Investidor para comentar o assunto, mas, até o momento, não retornaram a demanda

Um dos maiores times de eSports (jogos online) do Brasil, a Furia, tirou a companhia FTX, empresa global do ramo de criptomoedas, de sua camiseta. O Co-CEO da equipe, Andre Akkari, publicou no twitter na última sexta-feira (11) que após uma conversa com os patrocinadores ficou decidida a suspensão do contrato com a empresa.

Em publicação, ele afirmou que: “A Furia acompanha com atenção as atividades de todos os seus parceiros, sempre atenta na possibilidade de poder contribuir com eles, mas priorizando a nossa torcida, o nosso fã!”

De acordo com Akkari, o objetivo da ação está em evitar que a fase atual da FTX prejudique qualquer torcedor. “A Furia segue valorizando nossos fortes parceiros e promovendo-os, porém, sempre priorizando nossos fãs a qualquer custo”, disse.

Ainda não há informações se houve um atraso no pagamento do patrocínio. A Furia fechou um contrato no valor de R$ 15 milhões com a FTX em 21 de abril de 2022. Trata-se do maior patrocínio da história dos esportes eletrônicos no Brasil, com valores equivalentes aos recebidos por times da Série A do Campeonato Brasileiro, com a marca sendo exibida no uniforme das equipes em todas as modalidades.

O movimento ocorreu no mesmo dia que a companhia de criptoativos pediu falência nos Estados Unidos e seu fundador, Sam Bankman-Fried, renunciou ao cargo de CEO.

A FTX foi procurada pelo E-Investidor para comentar o assunto, mas até o momento não houve retorno.

Publicidade

Web Stories

Ver tudo
<
>

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos