ITUB4 R$ 24,93 +0,12% MGLU3 R$ 13,11 -1,06% EURO R$ 6,57 +0,69% DÓLAR R$ 5,64 +0,73% BBDC4 R$ 21,69 +0,37% IBOVESPA 109.316,15 pts -1,33% PETR4 R$ 28,10 -1,09% GGBR4 R$ 26,89 -1,65% ABEV3 R$ 15,24 -0,72% VALE3 R$ 74,27 -2,80%
ITUB4 R$ 24,93 +0,12% MGLU3 R$ 13,11 -1,06% EURO R$ 6,57 +0,69% DÓLAR R$ 5,64 +0,73% BBDC4 R$ 21,69 +0,37% IBOVESPA 109.316,15 pts -1,33% PETR4 R$ 28,10 -1,09% GGBR4 R$ 26,89 -1,65% ABEV3 R$ 15,24 -0,72% VALE3 R$ 74,27 -2,80%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Lucro da Eneva sobe 38% com antecipação de despachos de térmelétricas

A Eneva, que produz o próprio gás consumido pelas termelétricas, possui seis unidades geradoras de energia

Reajustes na conta de luz têm uma influência direta em ações da bolsa de valores (Fonte: Shutterstock)

(Reuters) A Eneva aumentou em 38% o seu lucro líquido no segundo trimestre, para 118,1 milhões de reais, com impulso de uma antecipação de despachos de suas térmicas, que foram chamadas a produzir antes devido à seca que afeta a geração hidrelétrica do país.

Neste contexto, a geração de caixa medida pelo Ebitda ajustado da Eneva cresceu 35% na comparação como segundo trimestre de 2020, para 377,5 milhões de reais, enquanto a receita operacional líquida saltou 85,6%, para 962,5 milhões de reais.

“As termelétricas costumam começar a ser despachadas na metade do ano, às vezes em agosto… Este ano na terceira semana de maio começamos a ligar, final de maio já estava tudo ligado”, afirmou à Reuters o diretor financeiro da Eneva, Marcelo Habibe.

“Junho ficou ligado e muito provavelmente ficaremos ligados no ano inteiro, e possivelmente no ano que vem também”, acrescentou ele.

A Eneva, que produz o próprio gás consumido pelas termelétricas, possui seis unidades geradoras de energia.

Dessas, quatro são movidas a gás natural, todas situadas no Maranhão, enquanto outras duas são a carvão, sendo uma no Estado maranhense e outra no Ceará.

“Como as térmicas da Eneva são as mais baratas do país, pelo simples motivo de serem abastecidas com o nosso próprio gás, são chamadas a despacho mais cedo”, explicou.

No segundo semestre, normalmente as térmicas da Eneva produzem entre julho e novembro, mas em 2021, devido às condições secas, provavelmente vão operar toda a segunda metade do ano, disse o diretor.

“Contribuímos muito para o país, essas termelétricas baratas são importantes para manter estabilidade do sistema, para não ter risco do apagão, cumprimos papel importante e conseguimos fazer resultado”, destacou.

A Eneva ainda tem outras duas térmicas em construção: Parnaíba 5 e Jaguatirica II –esta última em fase final, devendo ficar pronta no último trimestre do ano.

Ela deverá abastecer Boa Vista, que não está ligada ao sistema elétrico nacional.

Nesta semana, a Eneva reportou uma atualização de suas reservas de gás, nas bacias de Amazonas e Solimões, mostrando um aumento importante nos volumes, o que deverá colaborar para o atendimento da geração elétrica no Norte do país, disse Habibe.

Segundo o diretor, os resultados comprovaram que as reservas são maiores do que se imaginava.

Ele comentou que o campo de Azulão, comprado há três anos da Petrobras, tinha 3,6 bilhões de metros cúbicos de gás reservas certificadas, mas volume é bem maior.

“Começamos a fazer poços e hoje já identificamos 6,2 bilhões de metros de gás. E no entorno do Azulão também achamos recursos, 5,8 bilhões”, disse.

As reservas de gás da Eneva ficam a mais ou menos 300 km de Manaus e 1.100 km de Boa Vista, e o insumo será transportado por rodovias até as térmicas devido a dificuldades ambientais para se construir gasodutos na floresta Amazônica.

Questionado sobre como está a negociação entre a Eneva e a Petrobras sobre o polo Urucu, na Bacia do Solimões, o diretor afirmou que as conversas prosseguem, mas não há ainda definição.

As negociações entre as duas companhias foram iniciadas no início do ano.

 

 

 

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos