EURO R$ 5,15 -1,26% MGLU3 R$ 3,67 -1,61% DÓLAR R$ 4,88 +0,34% BBDC4 R$ 19,68 +1,39% ABEV3 R$ 13,98 -1,13% ITUB4 R$ 25,18 +1,45% IBOVESPA 108.487,88 pts +1,39% PETR4 R$ 34,95 +2,28% GGBR4 R$ 27,95 +3,33% VALE3 R$ 81,37 +1,90%
EURO R$ 5,15 -1,26% MGLU3 R$ 3,67 -1,61% DÓLAR R$ 4,88 +0,34% BBDC4 R$ 19,68 +1,39% ABEV3 R$ 13,98 -1,13% ITUB4 R$ 25,18 +1,45% IBOVESPA 108.487,88 pts +1,39% PETR4 R$ 34,95 +2,28% GGBR4 R$ 27,95 +3,33% VALE3 R$ 81,37 +1,90%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Ouro fecha em queda, às vésperas de decisão do Fed

Banco Central norte-americano divulgará amanhã decisão sobre ritmo de aperto monetário

Ouro fecha em queda, às vésperas de decisão do Fed
Foto: Evanto Elements

O contrato futuro do ouro fechou em queda nesta terça-feira (14). Investidores aguardam a decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), a ser divulgada amanhã, sobre uma possível alteração no ritmo de aperto monetário.

Na Comex, divisão para metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para fevereiro recuou 0,89%, a US$ 1.772,30 por onça-troy.

O TD Securities afirma que a reunião do Fed, iniciada hoje, deve acarretar em uma agenda mais agressiva para o tapering, como é conhecido o processo de redução de estímulos à economia. Além disso, o mercado já está precificando uma alta de juros em maio de 2022, diz o banco, o que favorece a perspectiva de preços para os metais no curto prazo. “Especialmente porque nossos macroestrategistas esperam desaceleração suficiente da inflação e do crescimento para atrasar o início do ciclo de altas nos juros”.

Apesar do desempenho “fraco” do ouro em 2021, o Commerzbank prevê potencial alta dos preços no próximo ano. “O ouro deve lucrar com um ambiente caracterizado por taxas de juros reais persistentemente negativas, o que deve gerar uma demanda de investimento sólida”, diz o analista Daniel Briesemann.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos