Tempo Real

Petrobras (PETR4): pagar 50% dos dividendos extraordinários não compromete sustentabilidade da empresa

Expectativa é que a empresa possa liberar 50% do valor para os acionistas

Petrobras (PETR4): pagar 50% dos dividendos extraordinários não compromete sustentabilidade da empresa
Petrobras. (Foto: Geraldo Falcão/Petrobras)

A Petrobras (PETR4) informou, em documento enviado ao mercado na noite da última sexta-feira (19), que o pagamento de 50% dos dividendos extraordinários não compromete a sustentabilidade financeira da companhia.

“Eventual distribuição dos 50% remanescentes pela Companhia, a título de dividendos intermediários, será avaliada pelo CA ao longo do exercício corrente”, diz o comunicado.

Segundo a companhia, os dados e as explicações foram apresentados pela diretoria financeira e de relacionamento a investidores.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

A Petrobras também esclarece que a presente manifestação não caracteriza mudança da proposta da administração divulgada em 7 de março, que permanece válida e vigente.

A retenção dos dividendos extraordinários da estatal virou uma grande incerteza na tese da petroleira, desde que a companhia decidiu, em março, ater a distribuição dos proventos ao mínimo de 45% do fluxo de caixa livre determinados pela Comissão de Valores Mobiliários.

Desde então, o mercado temia que os R$ 43,9 bilhões retidos fossem utilizados para bancar investimentos pouco rentáveis, um receio que levou algumas casas a revisarem as recomendações de PETR3 e PETR4. Relembre essa história aqui.

No fim da semana passada, o jornalista Lauro Jardim, do O Globo, disse em sua coluna que “tudo caminha” para que o pagamento dos dividendos extras aos acionistas seja aprovado no encontro. A notícia, no entanto, informava que a estatal aprovaria a distribuição em 100%. Para saber o que esperar desse decisão, clique aqui e descubra.