Tempo Real

Tebet diz que reforma tributária é única salvação para o Brasil crescer com inclusão social

A afirmação foi feita durante evento para ouvir as demandas de Alagoas para o Plano Plurianual (PPA)

Tebet diz que reforma tributária é única salvação para o Brasil crescer com inclusão social
Ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet | Foto: EFE/ Andre Borges

A ministra do Planejamento, Simone Tebet, voltou a defender a reforma tributária como a bala de prata para o crescimento do Brasil com inclusão social. A afirmação foi feita durante evento para ouvir as demandas de Alagoas para o Plano Plurianual (PPA) nesta sexta-feira, 12. A ministra vai rodar o País para colher sugestões regionais de políticas públicas que devem ser priorizadas nos orçamentos públicos de 2024 a 2027. O Planejamento precisa entregar o PPA ao Congresso até o dia 31 de agosto.

“O PPA é o primeiro de muitos instrumentos que precisamos, mas estamos diante de uma reforma tributária, que para mim é a bala de prata, única salvação para o Brasil crescer com inclusão social”, disse a ministra durante a Plenária Estadual do PPA Participativo 2024-2027 em Maceió.

Tebet frisou que a reforma tributária, além de garantir um fundo de compensação para os Estados, vai exigir um plano de desenvolvimento regional, fundamental para elencar as prioridades e potencialidades de cada Estado para a formatação de políticas públicas de médio e longo prazo.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

A ministra também reiterou que os recursos públicos são limitados, e como “o dinheiro é curto”, a prioridade do governo será no desenvolvimento de políticas públicas para os mais pobres, a primeira infância, jovens e idosos. “Queremos crescer, nos desenvolver e acabar com a desigualdade social, mas através do emprego e qualidade de vida”, disse, acrescentando que o objetivo desses encontros é incluir o máximo possível das sugestões apontadas para o PPA nas próximas leis de diretrizes orçamentárias.