Publicidade

Últimas notícias

Juros têm alívio e taxas curtas nas mínimas, com falas de Haddad

"Vamos restringir o conceito de subvenção ao conceito de investimento", disse o ministro

Juros têm alívio e taxas curtas nas mínimas, com falas de Haddad
Fernando Haddad, o ministro da Fazenda (Foto: Reuters/ Adriano Machado)

O mercado de juros experimenta maior alívio neste começo da tarde, com mínimas nas taxas de curto prazo, com os agentes monitorando as explicações do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que neste momento concede entrevista à GloboNews, sobre o arcabouço fiscal.

Mais especificamente, ele está esclarecendo sobre como o governo pretende elevar as receitas para o cumprimento das metas de resultado primário previstas no novo marco, entre elas o combate à sonegação e tributação de setores que hoje não pagam imposto. “Vamos restringir o conceito de subvenção ao conceito de investimento”, disse.

A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2024 tocou mínima de 13,20%, de 13,18% no ajuste de sexta-feira. O DI para julho de 2023 tocou mínima de 13,62%, de 13,63% na sexta-feira.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Web Stories

Ver tudo
<
>