EURO R$ 6,23 +0,00% DÓLAR R$ 5,30 +0,00% ABEV3 R$ 15,88 +0,51% ITUB4 R$ 28,71 +3,75% MGLU3 R$ 15,87 -3,30% GGBR4 R$ 27,00 +5,83% BBDC4 R$ 20,72 +4,59% IBOVESPA 114.064,36 pts +1,59% PETR4 R$ 26,84 +4,06% VALE3 R$ 78,91 -0,35%
EURO R$ 6,23 +0,00% DÓLAR R$ 5,30 +0,00% ABEV3 R$ 15,88 +0,51% ITUB4 R$ 28,71 +3,75% MGLU3 R$ 15,87 -3,30% GGBR4 R$ 27,00 +5,83% BBDC4 R$ 20,72 +4,59% IBOVESPA 114.064,36 pts +1,59% PETR4 R$ 26,84 +4,06% VALE3 R$ 78,91 -0,35%
Delay: 15 min
Áudio

Coca-Cola não caiu apenas pelo gesto de Cristiano Ronaldo

O Minuto E-Investidor está no YouTube e também na Rádio Eldorado FM 107,3

O craque português Cristiano Ronaldo retirou as garrafas de Coca-Cola antes de uma entrevista coletiva na Eurocopa, sugeriu que todos bebam água e imediatamente as ações da companhia de bebidas caíram na bolsa, certo?

Se você olhar o movimento da ação apenas naquele dia, após o gesto do CR7, vai dizer que faz sentido.

Mas o jogo da ação já estava rolando bem antes de Cristiano Ronaldo.

Vou explicar: a ação da Coca-Cola abriu o pregão da segunda-feira, 14 de junho, com uma forte queda em relação ao fechamento da sexta anterior.

Isso porque a empresa estava ex-dividendos, ou seja, após o anúncio da distribuição de parte dos lucros para o acionista, a ação inicia o dia seguinte num valor descontado por esse pagamento.

Foi o que aconteceu com a Coca-Cola, que no pregão anterior estava cotada a US$ 56,10, muito próximo do seu pico nos últimos 12 meses, e abriu o pregão seguinte próxima a US$ 55,30.

Isso significa que o movimento ao longo daquele dia é natural para um ativo de renda variável. E fica difícil mensurar quanto dessa queda foi pelo empurrão da coletiva da Eurocopa.

O certo é que a perda de US$ 4 bilhões de valor de mercado da Coca-Cola não estão na conta do Cristiano Ronaldo.

Eu sou o Márcio Kroehn, editor-chefe do portal E-Investidor, e esse foi o Minuto E-Investidor de hoje.

Até o próximo.

Conteúdos e análises exclusivas para ajudar você a investir. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos