BBDC4 R$ 18,83 +1,83% EURO R$ 5,24 +0,04% DÓLAR R$ 5,13 +0,00% MGLU3 R$ 3,08 -6,12% ITUB4 R$ 25,90 +2,22% PETR4 R$ 37,23 +2,27% ABEV3 R$ 14,74 +0,41% GGBR4 R$ 25,25 +2,01% IBOVESPA 108.651,05 pts +0,23% VALE3 R$ 70,00 +2,58%
BBDC4 R$ 18,83 +1,83% EURO R$ 5,24 +0,04% DÓLAR R$ 5,13 +0,00% MGLU3 R$ 3,08 -6,12% ITUB4 R$ 25,90 +2,22% PETR4 R$ 37,23 +2,27% ABEV3 R$ 14,74 +0,41% GGBR4 R$ 25,25 +2,01% IBOVESPA 108.651,05 pts +0,23% VALE3 R$ 70,00 +2,58%
Delay: 15 min
Áudio

É possível ter uma nova bolsa de valores no Brasil?

O Minuto E-Investidor está no YouTube e também na Rádio Eldorado FM 107,3

Um assunto que voltou a ganhar força foi a criação de uma nova bolsa de valores no Brasil.

A especulação partiu do banco JP Morgan, que vê a XP como a provável mentora desse movimento.

O banco americano estranhou o fato de a XP, que movimenta mais de 20% do mercado local, ter aberto mão de uma cadeira no conselho de administração da B3.

Além disso, o JP acena com a mudança de recomendação das ações da B3 de compra para neutra feitas pela XP, usando como justificativa um provável aumento de competição.

No passado, o Brasil tinha bolsas de valores descentralizadas. E teve um período da história que a bolsa de valores do Rio de Janeiro chegou a ser maior e mais importante do que a de São Paulo.

Mas o fato é que a bolsa paulista virou consolidadora e como B3 se transformou no maior mercado organizado da América Latina.

Tentativas de criar uma nova bolsa de valores e trazer mais competição nesse mercado não são novas.

Recentemente, a Americas Trading Group tentou levar adiante essa ideia, mas não prosperou.

Para o investidor, nada para se preocupar: competição é sinal de menores custos e melhor prestação de serviços.

Eu sou o Márcio Kroehn, editor-chefe do Portal E-Investidor, e esse foi o Minuto E-Investidor de hoje. Até o próximo.

Conteúdos e análises exclusivas para ajudar você a investir. Abra sua conta na Ágora Investimentos