ITUB4 R$ 24,76 +2,15% EURO R$ 6,33 -1,15% MGLU3 R$ 14,56 +2,54% DÓLAR R$ 5,46 +0,00% BBDC4 R$ 21,28 +5,24% IBOVESPA 114.647,99 pts +1,29% GGBR4 R$ 28,17 +0,21% ABEV3 R$ 15,53 -0,26% PETR4 R$ 29,60 -0,10% VALE3 R$ 80,68 +1,41%
ITUB4 R$ 24,76 +2,15% EURO R$ 6,33 -1,15% MGLU3 R$ 14,56 +2,54% DÓLAR R$ 5,46 +0,00% BBDC4 R$ 21,28 +5,24% IBOVESPA 114.647,99 pts +1,29% GGBR4 R$ 28,17 +0,21% ABEV3 R$ 15,53 -0,26% PETR4 R$ 29,60 -0,10% VALE3 R$ 80,68 +1,41%
Delay: 15 min
Ana Paula Hornos, colunista do E-Investidor (Foto: Divulgação)

Mente sã em bolso são

Ana Paula Hornos é mediadora, palestrante e produtora de conteúdo sobre finanças e comportamento. Dedicada à psicologia, educação financeira e orientação profissional, com mais de 20 anos de experiência como executiva e empresária, trabalha assessorando pessoas na formulação e alcance de seus objetivos. Mestranda em psicologia e graduada em Engenharia, ambas pela USP, com MBA em finanças pelo Insper e especializações pela FGV e IMD, foi diretora de grandes empresas nacionais como o Grupo Pão de Açúcar e membro de Conselho de Administração da Essencis Ambiental. É autora da coleção ‘Educação Financeira e Valores’, de apoio didático escolar para educação financeira de crianças e adolescentes e do livro infanto-juvenil ‘Crise Financeira na Floresta’. Atualmente também professora na FGV-IDE e na Casa do Saber.

Escreve às segundas-feiras, a cada 15 dias.

Ana Paula Hornos

Por que este é o melhor presente para o dia dos pais

Na educação dos filhos, existe a preocupação paterna sobre os filhos entenderem o valor do dinheiro

(FOTO: twenty20photos)

Com a chegada dos filhos, nasce uma lista de expectativas, responsabilidades e sonhos. É desejo de todo o pai que seu filho seja amado, respeitado e gentil com as pessoas. Que encontre uma carreira que goste, forme família, tenha amigos, realizações, traga alegrias e seja saudável. Que seja feliz

Independentemente da configuração familiar, a pessoa que exerce a paternagem simboliza, ao mesmo tempo, afeto e a lei; representa base segura e carinho, mas também é autoridade e referência. Todas essas expectativas, somadas ao dilema entre as regras e o amor, tornam o papel de ser pai precioso, especial e repleto de responsabilidades e desafios.

Do ponto de vista financeiro, escuto em atendimentos a preocupação paterna sobre os filhos entenderem o valor do dinheiro. E o que exatamente isso significa? Que valor seria esse?

A maior parte das respostas traz a palavra dinheiro, simbolizando trabalho. Normalmente, o sentimento encoberto é o desejo de que o filho perceba o esforço e cuidado e transforme isso em bens e provisão. Desta forma, a ideia é que os herdeiros também zelem pelo patrimônio, não façam desperdícios e na vida adulta trabalhem para sustentar-se.

No entanto, o grande paradoxo que os pais enfrentam está em achar equilíbrio entre oferta e restrição, proteção e exigência, responsabilidade e bondade, e autoridade e concessão. Enfim, na educação dos filhos, os pais enfrentam a mesma encruzilhada das decisões importantes, que passa pela disputa entre razão e emoção, entre atender situações imediatas ou garantir efeito no longo prazo.

Realizados os votos acima, já estaria dado o maior presente que todo pai gostaria de receber ao longo de sua vida.

Mas como chegar lá? Um pai pode presentear-se ao contribuir com sua parte, no objetivo de uma vida equilibrada e saudável dos filhos, oferecendo educação financeira baseada em valores e comportamentos desejados.

Para ajudar nesta tarefa, trago aqui alguns princípios, aliados ao conceito de saúde mental definido pela Organização Mundial de Saúde, que podem embasar uma educação financeira de qualidade à prole:

Autonomia e autoestima: se a saúde mental foi definida como estado de bem-estar, no qual a pessoa percebe suas próprias habilidades, é muito importante que, desde pequenos, os filhos sejam elogiados, reconhecidos e incentivados a descobrir seus talentos com clareza, mesmo que isso represente um caminho de frustrações durante a descoberta.

Tenho visto jovens inseguros, com baixo nível de autoconhecimento e incapazes de descrever suas próprias habilidades. Muitas vezes, a superproteção provoca a imagem do pai herói, mas produz o efeito colateral da percepção de baixa autoeficácia frente a um patamar elevado de comparação.

Gratidão, flexibilidade e Paciência: ensinar aos filhos a adaptação através do exercício da gratidão; estimular o autocontrole através do saber esperar e do compromisso com o longo prazo; exercitar a flexibilidade que dá espaço para o erro, tanto próprio como de outros; são caminhos para a saúde financeira, mental, para aprender a lidar com estresses cotidianos e com recursos escassos.

Mas para isso é necessário que você mesmo, pai, saiba flexibilizar, seja agradecido, aceite e se adapte ao incontrolável. É importante perdoar erros e encontrar uma medida satisfatória entre o curto e o longo prazo.

Atitude de doador: segundo pesquisadores Daniel Kahneman e Adam Grant, pessoas que assumem a postura de doadores perante a vida, através do servir e da doação também em dinheiro, conseguem desenvolver maior equilíbrio em sua própria vida financeira, empatia e obtém maiores remunerações.

Ao ampliar o sentido do propósito do trabalho por postura incondicional, e observação das dores do próximo, ficam inclinadas a agradar clientes, criar soluções inovadoras, sendo assim pessoas produtivas e capazes de contribuir com a comunidade, conforme a própria definição de saúde mental da OMS.

Que você, leitor, tenha um feliz Dia dos Pais, com muita saúde, prosperidade, realizações, felicidade e educação financeira a seus filhos!

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos