EURO R$ 6,22 -0,04% ITUB4 R$ 28,71 +3,75% DÓLAR R$ 5,30 +0,00% ABEV3 R$ 15,88 +0,51% MGLU3 R$ 15,87 -3,30% GGBR4 R$ 27,00 +5,83% BBDC4 R$ 20,72 +4,59% IBOVESPA 114.064,36 pts +1,59% VALE3 R$ 78,91 -0,35% PETR4 R$ 26,84 +4,06%
EURO R$ 6,22 -0,04% ITUB4 R$ 28,71 +3,75% DÓLAR R$ 5,30 +0,00% ABEV3 R$ 15,88 +0,51% MGLU3 R$ 15,87 -3,30% GGBR4 R$ 27,00 +5,83% BBDC4 R$ 20,72 +4,59% IBOVESPA 114.064,36 pts +1,59% VALE3 R$ 78,91 -0,35% PETR4 R$ 26,84 +4,06%
Delay: 15 min
Marco Saravalle, sócio-fundador da BM&C e da SaraInvest (Foto: Divulgação/SaraInves)

Marco Saravalle é analista CNPI-P e sócio-fundador da BM&C e da Sara Invest. Foi estrategista de Investimentos do Banco Safra, estrategista de Investimentos da XP Investimentos, Analista e co-gestor de fundos de investimentos na Fator Administração de Recursos e GrandPrix e analista de ações na Coinvalores e Socopa. Formado em Ciências Econômicas pela PUC-SP, Pós-graduado em Mercado de Capitais pela USP e Mestrando em Economia e Finanças pela FGV/EESP. Iniciou sua carreira no programa de Trainee do Citibank. Atualmente é Diretor Administrativo/Financeiro da Apimec Nacional, membro do comitê de
educação da CVM e presidente do Conselho da ONG de educação financeira,
Multiplicando Sonhos.

Escreve quinzenalmente, às segundas-feiras

Marco Saravalle

As 3 melhores small caps para investir em julho

Descubra as promissoras ações para o próximo mês, que podem render ganhos exponenciais

Tela exibe números
Foto: Shutterstock

Que o índice SMLL – que replica o desempenho das ações Small Caps – tem superado o Ibovespa nos últimos meses, todos sabemos. Em maio, o SMLL alcançou valorização de 6,1% contra 5,9% do Ibov.

Em junho, mesmo após recordes do Ibove para a bolsa brasileira, tudo indica que o mês se encerre próximo a 1%, enquanto SMLL já bate 2,4% – números acumulados até o dia 25 de junho.

Para quem deseja mirar em ganhos exponenciais no mês de julho, estas podem ser as ações que farão diferença nos seus investimentos, segundo análise da SaraInvest. Os papéis a seguir não estão no radar da maioria dos analistas, mas já mostram grande potencial.

Azevedo & Travassos (AZEV4)

A Azevedo & Travassos, companhia do segmento de engenharia e construção civil, passou por uma fase de muita turbulência a partir do ano de 2015, tendo até cogitado o pedido de falência. O período em questão foi marcado por uma forte desvalorização do setor, em decorrência de escândalos de corrupção envolvendo o segmento de construção civil. A empresa, porém, nunca esteve envolvida em tais ocasiões.

O cenário atual aponta para uma possível retomada do setor. A principal aposta é no segmento de óleo e gás, com ênfase ao descomissionamento de poços de petróleo e revitalização e manutenção de refinarias, e de saneamento, que são os focos da companhia. Além do mais, o papel ainda se mostra descontado, apesar da forte valorização recente nos últimos dias, chegando a um valor próximo de 40% no mês de junho.

Marcopolo S.A (POMO4)

Outra companhia que já está começando a mostrar sua força é a Marcopolo S.A. A empresa atua no segmento de ônibus, como rodoviários, urbanos e micro-ônibuse conta também com a linha Volare, produzindo chassi e carroceria. Na prática, ela trabalha na fabricação e comercialização de CARROCERIAS e peças gerais que integram o ônibus.

A companhia sofreu bastante por conta da pandemia e o consequente isolamento social no País, sendo que o turismo foi quase totalmente paralisados em alguns períodos.

Entretanto, a disputa no leilão do Programa Caminhos para Escola aponta que a companhia está no caminho certo. Na manhã do dia 23 de julho, a instituição conquistou o direito de fornecer até 3.900 ônibus, sendo 2.500 carrocerias e 1.400 micros completos (Volares), para o programa.

A Marcopolo se mostra em frequentes mudanças e, além disso, o setor automotivo vem apresentando uma forte recuperação, junto à retomada econômica do Brasil.

Ambipar (AMBP3)

Já a Ambipar, queridinha no quesito ESG, é uma companhia – em linhas gerais – que atua em dois principais segmentos: na gestão de resíduos para que não haja descarte incorreto e na resposta para emergências ambientais.

Vale ressaltar que o mercado está cada vez mais observando as empresas que seguem os princípios de Environmental, Social e Governance. A Ambipar, por exemplo, não só segue os princípios, como ajuda outras empresas a conseguirem operar de forma consciente e respeitando o meio ambiente.

Contudo, a instituição ainda apresenta ótimos resultados no primeiro trimestre de 2021 e já mostra sua expansão, através das últimas oito aquisições que conquistou recentemente.

Contando com uma presença global, uma sólida geração de caixa e a execução de uma atividade única na bolsa de valores, a Ambipar mostra-se muito bem posicionada para beneficiar-se dos upsides no setor ambiental, além de uma gestão financeira bastante assertiva.

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos