Publicidade

Comportamento

Influencers de finanças somam 94 milhões de seguidores; Veja os campeões

Relatório da Anbima também aponta os assuntos que mais interessam aos internautas

Influencers de finanças somam 94 milhões de seguidores; Veja os campeões
Nova edição de relatório da Anbima mostra que o público dos influencers de finanças cresceu. (Foto: Pixabay)
  • Os 255 principais perfis de influencers de finanças somam juntos 94,1 milhões de seguidores
  • Embora a renda variável domine a preferência dos próprios influenciadores, o público gosta mesmo é da renda fixa
  • O Twitter segue como a rede social mais utilizada para falar de finanças

Explicar e desmistificar a Bolsa de Valores e o mercado financeiro com orientações sobre investimentos e educação financeira para quitar dívidas, comprar um apartamento ou alcançar o tão sonhado primeiro R$ 1 milhão. Os conteúdos produzidos pelos influenciadores digitais de finanças ganharam o público e não param de crescer a bolha da FinTwit – nome dado a comunidade que reúne investidores, especialistas e, principalmente, influencers do setor no Twitter e nas demais redes sociais.

Juntos, os 255 principais perfis de influencers de finanças somavam 94,1 milhões de seguidores em junho de 2022, mostra a terceira edição do relatório “FInfluence – Quem fala de investimentos nas redes sociais”, produzido pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). Trata-se de um aumento de 27% em relação aos 74 milhões da primeira versão da pesquisa, realizada em fevereiro de 2021.

Ao todo, são cerca de 31,3 mil posts por mês, com média de 1,3 mil interações em cada um. No relatório, os influenciadores foram divididos em 11 categorias de acordo com o tipo de conteúdo produzido. Mas cinco tipologias chamaram a atenção da Anbima, responsáveis por 51% dos posts: os produtores de conteúdo, os analistas, os traders, os investidores independentes e os perfis de assessoria e corretoras.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Quando o assunto envolve produtos de investimento, o relatório mostra que há um descasamento entre os interesses do influenciadores e dos influenciados. Embora a renda variável domine a preferência dos próprios influencers, o público gosta mesmo é da renda fixa.

O engajamento nos posts cresce 207% quando este é o assunto, mostra a Anbima. Enquanto os produtos mais falados são moedas, criptomoedas e ações, os que mais geram interações dos seguidores são a poupança, o tesouro direto e imóveis.

O Twitter segue como rede social mais utilizada, imbatível na preferência dos influenciadores em todas as versões do relatório publicado pela Anbima até aqui. Mas, tratando-se de engajamento, o YouTube ainda é onde os seguidores têm maior interação com os perfis.

A terceira edição do FInfluence também deu destaque ao Tiktok, o aplicativo chinês de vídeos que virou febre entre os adolescentes. Lá estão apenas 74 dos 255 influenciadores monitorados pela Anbima, mas os conteúdos alcançam média de 78,7 mil visualizações por dia, um total de mais de 333 milhões de views.

Os campeões de engajamento da FInfluence:

O relatório ranqueia os dez principais influenciadores digitais de investimentos com maior importância no mundo dos influencers de investimento. A metodologia leva em conta as diferentes redes sociais, a quantidade de seguidores, o volume de publicações e o engajamento médio de cada influenciador. Veja os campeões:

  1. Economista Sincero;
  2. Fernando Ulrich;
  3. Tiago Guitián Reis;
  4. Rafael Balboa;
  5. Bruno Perini Você MAIS Rico;
  6. O Primo Rico;
  7. Ports Trader;
  8. Riqueza Em Dias;
  9. Me Poupe!;
  10. Felipe Hermes.

Web Stories

Ver tudo
<
>

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos