Educação Financeira

Imposto de Renda 2024: o que mudou na declaração deste ano?

O período de entrega do Imposto de Renda ocorrerá entre 15 de março e 31 de maio

Imposto de Renda 2024: o que mudou na declaração deste ano?
Imposto de Renda 2024: Governo amplia faixa de isenção Foto: Agência Brasil
  • O período de entrega das declarações do Imposto de Renda 2024 ainda não começou, mas nunca é cedo demais para se organizar financeiramente e ter todos os dados necessários do informe em dia
  • Até o momento, pode a principal mudança a ser constatada é a ampliação da tabela de isenção do Imposto de Renda
  • Há também mais uma estipulação importante para 2024: a formalização de uma data fixa para os entregues

O período de entrega das declarações do Imposto de Renda 2024 ainda não começou, mas nunca é cedo demais para se organizar financeiramente e ter todos os dados necessários do informe em dia. Para ajudar nessa missão, o E-Investidor mostra o que mudou na declaração do Imposto de Renda (IR) este ano em relação ao ano de 2023.

Até o momento, a principal mudança vem da ampliação da tabela de isenção do Imposto de Renda. Essa medida foi tomada pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ainda em agosto de 2023. Com a nova regra, a isenção do Imposto de Renda foi de R$ 1.903,98 para R$ 2.112, além de um desconto de R$ 528 em relação ao tributo pago na modalidade de declaração simplificada, o que totaliza o valor da isenção em R$ 2.640 (dois salários mínimos).

Como explica Leonardo Roesler, advogado tributarista e sócio do RMS Advogados, há também mais uma estipulação importante para 2024: a formalização de uma data fixa para os entregues. “Além da ampliação da tabela de isenção do Imposto de Renda, o período destinado à entrega das declarações foi padronizado para ocorrer entre 15 de março e 31 de maio”, disse.

Publicidade

Conteúdos e análises exclusivas para ajudar você a investir. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Dessa forma, apesar de ainda não ser possível declarar seus ganhos em 2023 para a Receita Federal, é recomendado que os contribuintes já tenham em mãos todos os informes necessários para facilitar o preenchimento da declaração em breve e evitar, no meio da correria, cair na malha fina.

 

Base de Cálculo (R$) Alíquota Parcela a Deduzir do IR (R$)
Até 2.112,00 isento isento
De 2.112,01 até 2.826,65 7,50% 158,4
De 2.826,66 até 3.751,05 15% 370,4
De 3.751,06 até 4.664,68 22,50% 651,73
Acima de 4.664,68 27,50% 884,96

 

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos