EURO R$ 6,20 -1,72% MGLU3 R$ 6,41 +8,83% BBDC4 R$ 21,22 -0,70% ABEV3 R$ 14,48 -0,69% DÓLAR R$ 5,46 -1,86% IBOVESPA 108.237,40 pts +1,47% ITUB4 R$ 23,58 -0,25% PETR4 R$ 31,63 -0,03% GGBR4 R$ 29,02 +1,47% VALE3 R$ 88,16 +2,14%
EURO R$ 6,20 -1,72% MGLU3 R$ 6,41 +8,83% BBDC4 R$ 21,22 -0,70% ABEV3 R$ 14,48 -0,69% DÓLAR R$ 5,46 -1,86% IBOVESPA 108.237,40 pts +1,47% ITUB4 R$ 23,58 -0,25% PETR4 R$ 31,63 -0,03% GGBR4 R$ 29,02 +1,47% VALE3 R$ 88,16 +2,14%
Delay: 15 min
Mercado

As ações americanas que os brasileiros mais negociaram em outubro

Levantamento foi feito pela Stake com exclusividade para o E-Investidor

Para o estudo, foram consideradas as ações e os ETFs com maiores diferenças entre compras e vendas no mês. Foto: Envato Elements
  • Segundo o estudo, no mês, os REITs (Real Estate Investments Trust) foram destaque entre os ativos mais comprados pelos brasileiros nos Estados Unidos, com dois produtos da categoria empatados com os ETFs
  • Para Rodrigo Lima, analista de investimentos e editor de conteúdo da Stake, em um mês no qual as taxas de juros americanas passaram por grande volatilidade, alguns REITs, como o da Realty Income e Gladstone Commercial, ofereceram boas oportunidades de entrada para os investidores

Um levantamento produzido pela Stake, plataforma de investimento no exterior analisou as cinco ações americanas mais compradas e vendidas por brasileiros em outubro.

Segundo o estudo feito com exclusividade para o E-Investidor, os REITs (Real Estate Investments Trust) foram destaque entre os ativos mais comprados pelos brasileiros nos Estados Unidos em outubro, com dois produtos da categoria empatados com os ETFs.

Para o estudo, foram consideradas as ações e os ETFs com maiores diferenças entre compras e vendas no mês.

Confira os cinco ativos mais comprados na Stake em outubro:

  1. Realty Income Corporation (O)
  2. Gladstone Commercial Corporation (GOOD)
  3. Texas Instruments Incorporated (TXN)
  4. S&P 500 Dividend Aristocrats Proshares (NOBL)
  5. REIT Vanguard ETF (VNQ)

Segundo Rodrigo Lima, analista de investimentos e editor de conteúdo da Stake, em um mês no qual as taxas de juros americanas passaram por grande volatilidade, alguns REITs, como o da Realty Income e Gladstone Commercial, ofereceram boas oportunidades de entrada para os investidores, que também fizeram grandes compras do ETF da Vanguard, que investe em uma série de REITs de maneira diversificada.

“Ainda pensando na geração de renda, os investidores brasileiros também compraram em grande volume o ETF da Proshares, que investe nas ‘aristocratas dos dividendos’, como são conhecidas as companhias do S&P 500 que mais pagam proventos aos seus investidores.

Em um momento em que o mundo sofre com a falta de microchips, afetando não apenas a indústria da informática, mas repercutindo em diversos setores, como o automotivo e a indústria de eletrodomésticos, as ações da Texas Instruments, empresa fabricante de semicondutores, também se destacaram no mês.

Na outra ponta, os cinco ativos mais vendidos na Stake em outubro foram:

  1. Petrobras (PBR.A)
  2. InMode (INMD)
  3. Assertio Holdings (ASRT)
  4. Express Inc (EXPR)
  5. Asana Inc (ASAN)

Na visão de Lima, a grande surpresa na ponta negativa foram as ADRs da Petrobras, mais pelo fato de se tratar de uma companhia brasileira do que pelas questões políticas que envolvem a petrolífera.

“O que espanta é ver que investidores brasileiros estão utilizando a Stake para investir em companhias do Brasil. À primeira vista, isso pode parecer estranho, no entanto, se considerarmos que boa parte dos investidores busca praticidade e facilidade e gostaria de poder gerir seu patrimônio por meio de um único aplicativo, então a movimentação faz sentido”, diz.

No caso do software de produtividade Asana e da produtora de equipamentos médicos InMode, Lima explica que depois de fortes ralis protagonizados pelas companhias, os investidores optaram por realizar os lucros, fazendo grandes volumes de venda neste mês de outubro.

“A companhia de fast fashion Express Inc tem passado por um ano bem lateral, por fazer parte de um setor extremamente cíclico e que encontra dificuldades para se restabelecer em meio a uma economia americana ainda fragilizada pela pandemia”, diz Lima.

Já a farmacêutica Assertio teve um primeiro trimestre positivo devido os resultados corporativos. No entanto, a lucratividade da companhia decepcionou os analistas nos últimos balanços, fazendo com que o preço das ações despencasse. Dessa forma, é possível que investidores tenham optado por zerar suas posições nessas ações, ainda que isso possa significar sair no prejuízo.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos