DÓLAR R$ 5,09 -0,05% BBDC4 R$ 19,13 +1,49% EURO R$ 5,25 -0,02% ITUB4 R$ 26,38 +1,43% MGLU3 R$ 3,29 +6,82% PETR4 R$ 37,11 -0,35% ABEV3 R$ 15,16 +2,71% GGBR4 R$ 25,38 +0,63% IBOVESPA 110.235,76 pts +1,46% VALE3 R$ 70,05 -0,13%
DÓLAR R$ 5,09 -0,05% BBDC4 R$ 19,13 +1,49% EURO R$ 5,25 -0,02% ITUB4 R$ 26,38 +1,43% MGLU3 R$ 3,29 +6,82% PETR4 R$ 37,11 -0,35% ABEV3 R$ 15,16 +2,71% GGBR4 R$ 25,38 +0,63% IBOVESPA 110.235,76 pts +1,46% VALE3 R$ 70,05 -0,13%
Delay: 15 min
Mercado

Méliuz: Mesmo com queda de 40%, BTG Pactual recomenda compra de ações

A projeção do banco é que o preço dos papéis alcance o valor de R$60 até o fim do ano

Méliuz: Mesmo com queda de 40%, BTG Pactual recomenda compra de ações
Israel Salmen, CEO do Méliuz (CASH3). Foto: Washington Alves/Estadão
  • Segundo os analistas, mesmo com um baixo desempenho do segundo trimestre, o momento de transição de um mercado de “cashback puro” para um sistema mais completo mostra que a companhia segue no caminho certo
  • O banco projeta as ações em R$ 60, um upside de 50% ante R$ 40 da previsão anterior

(Daniel Rocha, especial para o E-Investidor) – Mesmo com as ações em queda acumulada de 40% no mês de agosto, o BTG Pactual afirma que a startup brasileira Méliuz segue no “caminho certo”. Em relatório divulgado pelo banco nesta quarta-feira (25), os analistas reiteraram a visão positiva para a empresa e fazem recomendação de compra para os papéis. A projeção é que o preço alcance o valor de R$ 60, um upside de 50% ante R$ 40 da previsão anterior.

O documento destaca que a ação da startup chegou a bater R$ 74 em julho. No entanto, as liquidações no País, principalmente de algumas empresas de tecnologia que estariam sendo mais impactadas pela alta das taxas de juros, causaram a queda para o valor abaixo dos R$ 40.

“CASH3 (Méliuz) caiu 40% em agosto, o que à primeira vista pode indicar que algo parece desligado. Mas tudo parece bem”, afirmam os analistas. “Meliuz abriu o capital a R$ 10 por ação em novembro do ano passado e o estoque já subiu quase 170% no acumulado do ano.”

Segundo o banco, a transição de um mercado de “cashback puro” para um sistema mais completo mostra que a companhia segue no caminho certo.

“Provavelmente não será uma linha direta para o sucesso, mas ainda acreditamos que pode ser transformador”, avalia o BTG Pactual. Além disso, o relatório destaca que a empresa tem ampliado suas operações por meio de fusões e aquisições e contratações de profissionais.

“Acreditamos que o risco-recompensa agora é enviesado para cima novamente. A equipe é brilhante, jovem e apaixonada. Acreditamos que há uma grande base de clientes pronta para se envolver mais”, afirmaram os analistas.

 

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos