DÓLAR R$ 5,64 -0,73% MGLU3 R$ 21,70 +0,14% ITUB4 R$ 26,84 +0,75% EURO R$ 6,72 -0,61% BBDC4 R$ 25,36 +0,63% PETR4 R$ 24,19 +2,28% ABEV3 R$ 15,50 +0,91% IBOVESPA 118.320,07 pts +0,55% GGBR4 R$ 31,34 +0,71% VALE3 R$ 103,17 +0,17%
DÓLAR R$ 5,64 -0,73% MGLU3 R$ 21,70 +0,14% ITUB4 R$ 26,84 +0,75% EURO R$ 6,72 -0,61% BBDC4 R$ 25,36 +0,63% PETR4 R$ 24,19 +2,28% ABEV3 R$ 15,50 +0,91% IBOVESPA 118.320,07 pts +0,55% GGBR4 R$ 31,34 +0,71% VALE3 R$ 103,17 +0,17%
Delay: 15 min
Mercado

Fechamento de mercado: Petrobras reage e impulsiona Ibovespa

Sede da B3
Sede da B3. Foto: Amanda Perobelli/Reuters

Após o tombo da bolsa brasileira no pregão da véspera, a terça-feira foi marcada pela recuperação dos ativos. As ações da Petrobras seguiram no centro das ações e tiveram reação, encerrando em alta de 12,2%, no caso das preferenciais (e + 9% as ações ON), na esteira de um noticiário mais favorável. Segundo notícias, existe a possibilidade da criação de um fundo de compensação para amortizar as flutuações dos preços dos combustíveis no Brasil, o que ajudaria a reduzir os riscos para a companhia.

Ainda assim, os investidores seguem atentos à política de preço dos combustíveis a ser praticada pela
empresa. As ações da Eletrobras também subiram forte hoje, com os agentes de mercado monitorando uma possível Medida Provisória para retomar as discussões sobre privatização da empresa. Assim, no fim do pregão, o Ibovespa tinha alta de 2,27%, aos 115.227 pontos e giro financeiro de R$ 48 bilhões. Com cenário doméstico mais calmo, o dólar encerrou em leve queda de 0,2%, aos R$ 5,44, enquanto houve queda de juros ao longo de toda a curva a termo. Já no exterior, as bolsas da Europa e de Nova York não seguiram direção única, em um pregão de agenda mais fraca. Para amanhã, quarta-feira, destaque no Brasil para a leitura do IPCA-15 de fevereiro.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos