MGLU3 R$ 2,47 -2,75% EURO R$ 5,54 -0,28% ITUB4 R$ 23,44 -0,21% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% BBDC4 R$ 17,92 -0,94% IBOVESPA 98.672,26 pts +0,60% VALE3 R$ 74,62 +3,21% GGBR4 R$ 23,15 +4,40% PETR4 R$ 26,29 -0,60% ABEV3 R$ 13,67 +2,48%
MGLU3 R$ 2,47 -2,75% EURO R$ 5,54 -0,28% ITUB4 R$ 23,44 -0,21% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% BBDC4 R$ 17,92 -0,94% IBOVESPA 98.672,26 pts +0,60% VALE3 R$ 74,62 +3,21% GGBR4 R$ 23,15 +4,40% PETR4 R$ 26,29 -0,60% ABEV3 R$ 13,67 +2,48%
Delay: 15 min
Mercado

Os fundos de ações e multimercados mais rentáveis de 2021

Apesar de cenário negativo, algumas aplicações conseguiram retornos expressivos no período

Os fundos de ações e multimercados mais rentáveis de 2021
Fundos de ações e multimercados sofreram com resgates, em especial nos últimos três meses. Foto: Pixabay
  • Apesar da conjuntura negativa, com Selic alta e Ibovespa em queda, alguns fundos de ações e multimercados conseguiram nadar contra a maré e entregar retornos expressivos em 2021
  • O campeão na classe de ações foi o fundo que investe em BDRs de Reits da RBR Asset, o ‘RBR Reits Us Dolar FIC FIA Bdr Nivel I’
  • Já o campeão na classe de multimercados foi o fundo 'Esh Theta', da Esh Capital, que possui estratégia baseada em ativismo corporativo e ‘special situations’

A taxa Selic terminou o ano em 9,25%, o maior patamar desde setembro de 2017. Com uma nova projeção de alta já para a primeira reunião do Copom de 2022, muitos investidores retiraram recursos da renda variável e migraram para a renda fixa. Nos últimos três meses (setembro, outubro e novembro), os fundos de ações e multimercados registraram retiradas líquidas em sequência, de R$ 36,9 bilhões no total.

No acumulado do ano (até novembro), os fundos de ações têm saída líquida de R$ 426,4 milhões, pior fluxo anual desde 2016 – época do impeachment da ex-presidente Dilma Roussef. Os fundos multimercados estão com um cenário melhor: apesar da fuga de capital no trimestre anterior, a captação líquida é positiva em R$ 67,4 bilhões.

Já os fundos de renda fixa estão com um fluxo recorde, de R$ 275,2 bilhões nos últimos 11 meses, já a maior captação desde o início da série histórica (2006). E não foi só o aumento da Selic que fez investidores fugirem dos fundos de ações ou multimercados. Com o Ibovespa em queda de mais de 9% no ano, a rentabilidade da maioria destas aplicações deixou a desejar.

De acordo com a Economatica, o retorno mediano dos fundos de ações foi de -14,85% em 2021 (até novembro), em linha com o Ibovespa, enquanto o dos multimercados foi de 0,67%. Contudo, há produtos que proporcionaram aos investidores resultados bastantes expressivos, mesmo com uma conjuntura econômica desfavorável.

Veja os 10 fundos de ações e multimercados que nadaram contra a maré e conseguiram retornos de dois dígitos. Para o levantamento, feito pela Economatica, foram considerados fundos 555 (ações, multimercados, renda fixa e cambial) direcionadas a investidores no geral, não exclusivos e com pelo menos 100 cotistas. Foram excluídos os fundos mono-ação, de FGTS, setoriais e indexados.

O campeão dos fundos de ações

Com um retorno no ano (até 14 de dezembro) de 58,7%, o fundo ‘RBR Reits Us Dolar FIC FIA Bdr Nivel I’, da gestora RBR Asset, foi o grande destaque. A aplicação investe em BDRs (recibos de empresas listadas fora do País) de reits, empresas ligadas aos mercados imobiliários estrangeiros.

Iniciado em dezembro do ano passado, este é um dos primeiros produtos brasileiros de reits que permite o acesso de pessoas físicas. A aplicação mínima é de R$ 5 mil, com taxa de gestão de 1,5% ao ano e taxa de performance de 20% sobre o que exceder o ‘MSCI US REITS’, principal benchmark do segmento.

“Basicamente, o fundo é um portfólio diversificado, com cerca de 10 papéis de diferentes setores. Os três que trouxeram os maiores retornos foi o de galpões logísticos (17%), o de casas pré-moldadas (12%), que não temos no Brasil, e o terceiro é a posição em prédios ‘multifamiliares’ (11%), onde moram diversas famílias”, afirma Ricardo Almendra, CEO da RBR Asset.

Para 2022, Almendra acredita que o segmento de reits vai se beneficiar da expansão da economia americana. “Estamos muito bem posicionados para isso. Casas pré-moldadas, logístico e apartamentos residenciais se beneficiam bastante desse crescimento lá fora, mesmo com subida de juros”, explica.

Marcando forte presença entre os melhores fundos de ações de 2021, também está a gestora Trígono Capital. As outras três posições na lista são de fundos geridos pela casa.

Fundos de ações com maiores retornos em 2021
FundoRetorno (%)
Rbr Reits Us Dolar FIC FIA Bdr Nivel I58,75
Trigono Delphos Income FIC FIA50,28
Trigono Flagship Small Caps FIC FIA45,05
Trigono Verbier Fc FIA42,33
Vitreo Frankl W-Esg FIA Bdr Nivel I38,83
Trend Bolsa Americana Dolar FIA37,95
Brad FIC FIA Bdr Nivel I Agora36,18
Vitreo Tech Select FIA Bdr Nivel I36,02
Itau Bdr Nivel 1 Acoes Fc35,94
Bradesco FIA Bdr Nivel I35,82

O campeão dos multimercados

O fundo ‘Esh Theta’, da gestora Esh Capital, foi o campeão absoluto em 2021, com um retorno de 116,1% – o único a ter uma rentabilidade de três dígitos. O produto tem a estratégia baseada em ativismo corporativo e ‘special situations’, ou seja, em papéis pouco explorados pelo mercado, geralmente com baixa liquidez, mas que podem se valorizar de forma explosiva a partir de algum ‘gatilho’.

Esses gatilhos podem ser a troca de gestores, alguma fusão ou aquisição importante e até mesmo renegociação de dívidas. Apenas no dia 20 de abril, por exemplo, o fundo chegou a valorizar 81,34% com a incorporação da Smiles pela Gol. A equipe da gestora havia passado meses trabalhando para melhorar a proposta de incorporação e mantinha posição vendida em Gol e comprada em Smiles.

A aplicação inicial no Esh Theta é de R$ 5 mil, com taxa de administração de 2% ao ano e taxa de performance de 20% sobre o que exceder o CDI. Na carta mensal de novembro, a gestora explica que o fundo registrou alta de 5,83%, enquanto o Ibovespa caiu 1,53% no mês.

Um dos principais impactos positivos no retorno veio da posição em Alliar (AALR3), centro de imagens e diagnósticos, que fechou o período em alta de 25%. Outra estratégia relevante foi a posição comprada em Bradespar (BRAP4) e vendida em Vale (VALE3).

“Continuaremos com nossa postura de gestão pró-ativa, buscando oportunidades que levem o Esh Theta a registrar retornos positivos mesmo em cenário incerto para ativos brasileiros, principalmente ativos de renda variável”, ressaltou a gestora, na carta.

Fundos multimercados com maiores retornos em 2021
FundoRetorno (%)
Esh Theta FI Mult116,10
Safra S&P FI Mult40,03
Itau Index Mult Estrategia Sp500 Usd Fc38,13
Trend Imobiliario Americano FI Mult34,19
BTG Pactual S&P 500 Brl FI Mult31,14
Sicredi Bolsa Americana FI Mult LP30,55
Brad Private Fc FI Mult S&P 500 Brl30,23
Trend Tecnologia Americana FI Mult30,09
Caixa FI Indexa Bolsa Americana Mult LP30,01
Itau Private Mult S&P500 Brl Fc29,94

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos