ITUB4 R$ 23,54 -4,25% MGLU3 R$ 12,42 +0,89% DÓLAR R$ 5,65 +0,00% EURO R$ 6,58 -0,01% BBDC4 R$ 20,45 -3,91% GGBR4 R$ 26,73 +0,72% IBOVESPA 106.296,18 pts -1,34% PETR4 R$ 27,18 -1,13% ABEV3 R$ 15,00 -1,39% VALE3 R$ 76,08 +1,05%
ITUB4 R$ 23,54 -4,25% MGLU3 R$ 12,42 +0,89% DÓLAR R$ 5,65 +0,00% EURO R$ 6,58 -0,01% BBDC4 R$ 20,45 -3,91% GGBR4 R$ 26,73 +0,72% IBOVESPA 106.296,18 pts -1,34% PETR4 R$ 27,18 -1,13% ABEV3 R$ 15,00 -1,39% VALE3 R$ 76,08 +1,05%
Delay: 15 min
Mercado

Kanye West assina acordo para vender nova linha Yeezy na Gap

As ações da Gap subiram 18,98% nesta sexta-feira (26), graças ao anúncio do contrato com Kanye West

Kanye West e sua filha, North, em desfile em Paris (Foto: Valerio Mezzanotti/The New York Times)
  • O rapper e o designer estão se unindo à Gap Inc. em uma nova linha de roupas para homens, mulheres e crianças chamada Yeezy Gap
  • O acordo vai expor a marca de luxo da West a um mercado mais amplo, permitindo que a Gap capitalize o crescimento recente da Yeezy
  • O Bank of America avaliou os negócios de tênis da Yeezyem até US$ 3 bilhões, que são distribuídos pela Adidas

(Kim Bhasin/WP Bloomberg) – A marca Yeezy de Kanye West está chegando à Gap. O rapper e o designer estão se unindo à Gap Inc. em uma nova linha de roupas para homens, mulheres e crianças chamada Yeezy Gap.

Os produtos devem estrear nas lojas e no e-commerce no próximo ano, informou a empresa em comunicado. O acordo é uma parceria plurianual, de acordo com um porta-voz da Yeezy.

West está viajando de seu rancho em Wyoming para a sede da Gap, em São Francisco, na Califórnia, para trabalhar na linha, que ainda está em fase de projeto, disse o porta-voz. A linha não incluirá calçados, um mercado no qual a Yeezy já colabora com a Adidas AG. As ações da Gap subiram 20% no início do pregão de sexta-feira (26). As ações caíam 43% este ano até o fechamento do mercado no dia anterior.

O acordo vai expor a marca de luxo da West a um mercado mais amplo, permitindo que a Gap capitalize o crescimento recente da Yeezy. Mark Breitbard, chefe global da marca Gap, disse no comunicado que a nova linha se baseará na “estética e sucesso” da marca Yeezy.

A Gap poderia usar a Yeezy Gap como um elevador. Em janeiro, cancelou um plano para separar sua marca Old Navy do resto dos negócios. No último trimestre, as vendas líquidas caíram 50%, na tentativa de lidar com o fechamento prolongado de lojas devido à pandemia.

A compensação de West estará atrelada às vendas e seus negócios ganharão royalties, segundo os termos do acordo. West, que trabalhou em uma loja da Gap na adolescência, em Chicago, também terá contribuições sobre a apresentação nas lojas e no site de comércio eletrônico.

No ano passado, o Bank of America avaliou os negócios de tênis da Yeezyem até US$ 3 bilhões, informou a Bloomberg. Os sapatos são fabricados e distribuídos pela Adidas, enquanto que West mantém o controle criativo e a propriedade exclusiva de sua marca.

O acordo de Yeezy com a Adidas está em vigor até 2026. A marca estava a caminho de gerar US$ 1,3 bilhão em receita de calçados em 2019, um aumento de 50% em relação ao ano anterior, segundo o Bank of America.

Nota da Redação: As ações da Gap subiram 18,98% nesta sexta-feira (26), graças ao anúncio do contrato com Kanye West

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos