DÓLAR R$ 5,14 +0,62% BBDC4 R$ 18,83 +1,45% EURO R$ 5,25 +0,77% MGLU3 R$ 3,07 -6,12% IBOVESPA 108.453,07 pts +0,05% ITUB4 R$ 25,96 +2,85% GGBR4 R$ 25,07 +0,89% PETR4 R$ 37,24 +1,67% ABEV3 R$ 14,69 -0,74% VALE3 R$ 69,80 +1,78%
DÓLAR R$ 5,14 +0,62% BBDC4 R$ 18,83 +1,45% EURO R$ 5,25 +0,77% MGLU3 R$ 3,07 -6,12% IBOVESPA 108.453,07 pts +0,05% ITUB4 R$ 25,96 +2,85% GGBR4 R$ 25,07 +0,89% PETR4 R$ 37,24 +1,67% ABEV3 R$ 14,69 -0,74% VALE3 R$ 69,80 +1,78%
Delay: 15 min
Mercado

Linx (LINX3): com fundadores impedidos de votar na fusão, Ágora reforça recomendação para a ação

Imbróglio dessa negociação também afeta a ação da Totvs. Veja

Linx (LINX3): com fundadores impedidos de votar na fusão, Ágora reforça recomendação para a ação
A disputa pelos ativos da Linx por Stone e Totvs ganha um novo capítulo (Foto: Toru Hanai/Reuters)
  • Os acionistas fundadores da Linx (LINX3) estão impedidos de votar na assembleia de investidores da companhia que analisará acordo para a incorporação da companhia pela Stone e a proposta rival apresentada pela Totvs
  • A companhia enviou fato relevante ao mercado afirmando que a superintendência informou que entende que os acionistas fundadores "encontram-se impedidos" de votar na reunião

Os acionistas fundadores da Linx (LINX3) estão impedidos de votar na assembleia de investidores da companhia que analisará acordo para a incorporação da companhia pela Stone e a proposta rival apresentada pela Totvs, marcada para novembro, informou a produtora de software nesta segunda-feira.

A companhia enviou fato relevante ao mercado afirmando que a superintendência informou que entende que os acionistas fundadores “encontram-se impedidos” de votar na reunião, marcada para 17 de novembro.

No mesmo comunicado, a Linx afirma que os fundadores da companhia, Nércio José Monteiro Fernandes, Alberto Menache e Alon Dayan pretendem apresentar recurso ao entendimento da superintendência da CVM.

Para a Ágora, a recomendação para a ação LINX3 é neutra, ao contrário da Totvs (TOTS3), que tem recomendação de compra.

Leia a recomendação na íntegra:

Esta notícia surge apenas um dia após a TOTVS preencher um formulário F-4 com a Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC) para permitir que sua proposta seja levada à assembleia de acionistas da Linx em conjunto com a proposta de Stone. Tendo em vista os desenvolvimentos recentes no processo de M&A, como o envio de proposta ao CADE (órgão antitruste) para análise, acreditamos que a TOTVS tem conseguido aumentar sua probabilidade de sucesso na disputa pela Linx, o que é positivo para o preço das ações da antiga empresa . A não ser que tenhamos mais desdobramentos nessa história, está nas mãos dos acionistas minoritários o voto na oferta que melhor se adapte aos seus interesses.

Reforçamos nossa recomendação de Compra para a TOTVS com preço-alvo de R$ 36,00 e mantemos nossa recomendação Neutra para a Linx com preço-alvo de R$ 27. 

(Com Reuters)

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos