MGLU3 R$ 2,47 -2,75% EURO R$ 5,54 -0,28% ITUB4 R$ 23,44 -0,21% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% BBDC4 R$ 17,92 -0,94% IBOVESPA 98.672,26 pts +0,60% VALE3 R$ 74,62 +3,21% GGBR4 R$ 23,15 +4,40% PETR4 R$ 26,29 -0,60% ABEV3 R$ 13,67 +2,48%
MGLU3 R$ 2,47 -2,75% EURO R$ 5,54 -0,28% ITUB4 R$ 23,44 -0,21% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% BBDC4 R$ 17,92 -0,94% IBOVESPA 98.672,26 pts +0,60% VALE3 R$ 74,62 +3,21% GGBR4 R$ 23,15 +4,40% PETR4 R$ 26,29 -0,60% ABEV3 R$ 13,67 +2,48%
Delay: 15 min
Mercado

Localiza (RENT3) registra R$ 89,9 milhões de lucro líquido no 2TRI20

Resultado foi 52% pior que o do segundo trimestre de 2019

Localiza (RENT3) registra R$ 89,9 milhões de lucro líquido no 2TRI20
A Localiza teve resultado positivo no segundo trimestre, apesar da pandemia. (Foto: Jornal do Carro)
  • Principal divisão do grupo, Aluguéis de Carros teve crescimento em relação ao trimestre anterior
  • Impacto da covid-19 provocou piora de resultado na venda de seminovos
  • Sentença favorável em ação sobre PIS e Cofins contribuiu para resultado positivo no trimestre

(Cristian Favaro, Estadão Conteúdo) – A Localiza (RENT3) registrou lucro líquido no segundo trimestre de 2020 de R$ 89,9 milhões, queda de 52,7% na comparação com igual período de 2019. Segundo a empresa, o resultado foi comprometido pela pandemia de covid-19, custos extraordinários, além do aumento da depreciação.

O Ebitda consolidado da empresa totalizou R$ 434,8 milhões no trimestre, 13% menor que o mesmo período do ano anterior. Apesar do impacto negativo, a empresa reverteu a provisão da diferença dos créditos de PIS e Cofins sobre depreciação, que vinha sendo feita desde 2017, no valor de R$ 126,3 milhões.

“Essa reversão considera a alteração no cenário dos processos em que a companhia é parte, com a obtenção da segunda sentença favorável ao direito de apropriação dos créditos de PIS e COFINS relativos a depreciação dos seus veículos utilizados para locação à taxa de 25% ao ano”, explicou a empresa, no balanço.

Na divisão de Aluguel de Carros, principal do grupo, a margem Ebitda foi de 53,2% no trimestre, crescimento de 9,3 pontos porcentuais no ano. Na divisão de Gestão de Frotas, a margem Ebitda foi de 81,4%, alta de 16,2 p.p. Ambos sustentados pela reversão da provisão. A margem Ebitda do Seminovos foi negativa em 4% no trimestre, “impactada pela queda nas vendas e consequente não diluição dos custos fixos, além dos custos extraordinários com o ajuste de quadro”.

No trimestre, a receita líquida consolidada apresentou queda de 31,7%, para R$ 1,570 bilhão. Nos segmentos, a receita líquida de aluguéis apresentou queda de 19%, com redução de 30,2% na divisão de Aluguel de Carros e crescimento de 14,8% na divisão de Gestão de Frotas. A receita líquida do Seminovos no trimestre teve queda de 40,1% em comparação ao mesmo período do ano anterior, devido à queda de 40,4% do volume de carros vendidos.

Nossos editores recomendam este conteúdo para você investir cada vez melhor:

25 ações negociadas por menos de R$ 3 na Bolsa

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos