ITUB4 R$ 24,76 +2,15% EURO R$ 6,33 -1,15% DÓLAR R$ 5,46 +0,00% MGLU3 R$ 14,56 +2,54% BBDC4 R$ 21,28 +5,24% IBOVESPA 114.647,99 pts +1,29% GGBR4 R$ 28,17 +0,21% ABEV3 R$ 15,53 -0,26% PETR4 R$ 29,60 -0,10% VALE3 R$ 80,68 +1,41%
ITUB4 R$ 24,76 +2,15% EURO R$ 6,33 -1,15% DÓLAR R$ 5,46 +0,00% MGLU3 R$ 14,56 +2,54% BBDC4 R$ 21,28 +5,24% IBOVESPA 114.647,99 pts +1,29% GGBR4 R$ 28,17 +0,21% ABEV3 R$ 15,53 -0,26% PETR4 R$ 29,60 -0,10% VALE3 R$ 80,68 +1,41%
Delay: 15 min
Mercado

Louise Barsi: “Empresas devem analisar novos tipos de bonificação”

As empresas devem analisar outras estratégias de distribuição de lucro, como a recompra de ações

  • A economista e sócia fundadora da Ações Garantem o Futuro (AGF) Louise Barsi participou da live do E-Investidor nesta quarta-feira (8)
  • Com a Reforma do IR, ela diz que as empresas vão analisar se vale a pena continuar distribuindo dividendos ou se devem mudar o tipo de bonificação aos acionistas, como a recompra de ações
  • A recompra de ações é uma operação em que uma empresa compra as ações de sua própria emissão, negociadas no mercado secundário. Ou seja, elas aem de circulação e passam a integrar a conta de ações em tesouraria

(João Santos, especial para o E-Investidor) – Com a Reforma do IR, aprovada na Câmara e encaminhada para o Senado Federal, as empresas vão analisar a partir de agora se vale a pena continuar distribuindo dividendos ou se devem mudar o tipo de bonificação aos acionistas. O alerta foi feito pela economista Louise Barsi durante live do E-Investidor nesta quarta-feira (8).

Para Louise, que é sócia fundadora da Ações Garantem o Futuro (AGF) e colunista do E-Investidor, é um pouco cedo para especular o posicionamento das companhias. A especialista, no entanto, ressalta que elas sempre buscam pagar a menor quantidade de impostos, e devem analisar outros tipos de estratégias de distribuição de lucro, como a recompra de ações.

Chamada também de buyback, a recompra de ações é uma operação em que uma empresa compra as ações de sua própria emissão, negociadas no mercado secundário. As ações recompradas saem de circulação e passam a integrar a conta de ações em tesouraria. Isso significa que essas ações não terão direito a proventos, fazendo com que no momento da distribuição o dividendo por ação seja maior.

Por causa de alternativas como essas, a filha do maior investidor individual da Bolsa, Luiz Barsi, mostra que não há motivos para o investidor se desesperar com a Reforma. “Este tipo de tributação de dividendos acontece no resto do mundo e isso não fez com que acabassem os dividendos nestes lugares”, explica Louise.

Ela disse ainda que, em momentos de mudanças e crises, como a que acontece neste momento no Brasil, são consideradas como oportunidades para o Jeito Barsi de Investir. “Tensões políticas e econômicas não faltam no Brasil, e não devem deixar de existir. O Jeito Barsi de Investir enxerga essas questões como ruídos, e que ao final a Bolsa vai refletir o longo prazo os resultados das empresas. Assim, surgem oportunidades de mercados para investir em algumas empresas que não sofrem em seus resultados, mas sofrem em preços, então surgem oportunidades.”

O Jeito Barsi de Investir ensina que os investidores devem comprar ações de boas empresas a bons preços e que paguem bons dividendos. Louise destacou empresas que costumam ter esse perfil, as chamadas “empresas BEST” (bancos, energia, saneamentos, seguro e telecomunicações) que fazem parte de setores que conseguem crescer independente dos ruídos.

Confira a live completa para ficar por dentro de todas as dicas de Louise Barsi sobre dividendos e recompras de ações.

 

 

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos