Mercado

Ibovespa hoje: índice fecha abaixo dos 131 mil pontos, com MRV e CVC na ponta negativa

O índice terminou o dia em baixa de 0,46%, aos 130.841,09 pontos e com volume negociado de R$ 19,6 bilhões

Ibovespa hoje: índice fecha abaixo dos 131 mil pontos, com MRV e CVC na ponta negativa
Empreendimento multifamily da Luggo, startup da MRV. Foto: Divulgação/Luggo
  • O Ibovespa hoje caiu 0,46%, aos 130.841,09 pontos, e com volume negociado de R$ 19,6 bilhões
  • As três ações que mais desvalorizaram no dia foram MRV (MRVE3), CVC (CVCB3) e PetroRio (PRIO3)

O Ibovespa hoje caiu 0,46%, aos 130.841,09 pontos, e com volume negociado de R$ 19,6 bilhões. Pressionada por ações de empresas ligadas a commodities, a principal referência da B3 oscilou entre máxima a 131.627,60 pontos e mínima a 130.438,06 pontos.

A postura cautelosa dos investidores e a forte queda das ações das commodities foi determinante para mais uma baixa do Ibovespa, a terceira em 2024. Por outro lado, o mau humor do mercado não afetou Eletrobras, que figurou entre os maiores ganhos do índice, recuperando o patamar de R$ 100 bilhões em valor de mercado (market cap) pela primeira vez desde dezembro de 2022, fechando com R$ 99,993 bilhões.

Já nos Estados Unidos, as Bolsas de Nova York encerraram o dia no campo positivo, à espera dos próximos passos de política monetária do Federal Reserve (Fed). Nasdaq teve o maior ganho, de 0,75%, enquanto Dow Jones e S&P 500 subiram 0,45% e 0,57%, respectivamente.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Investidores americanos aguardam a divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês), na quinta-feira (11), e do índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês), na sexta-feira (12). No Brasil, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) também será conhecido na quinta.

O dólar caiu 0,30% frente ao real na sessão, aos R$ 4,89, enquanto o euro subiu 0,13%, aos R$ 5,37.

As três ações que mais desvalorizaram no dia foram MRV (MRVE3), CVC (CVCB3) e PetroRio (PRIO3).

MRV (MRVE3): -4,71%, R$ 9,51

A empresa liderou a a ponta negativa do Ibovespa. Segundo o analista e sócio da Nord Research, Victor Bueno, o pessimismo em cima da companhia vem na esteira da MP da reoneração da folha de pagamentos para as construtoras.

“Essas empresas, principalmente as que atuam no Minha Casa Minha Vida (MCMV), deverão ter dificuldades de manter as projeções para o ano atual e para os próximos”, afirmou Bueno, lembrando que a pressão nas margens do setor também pode vir da alta nos custos de materiais de construção.

A MRVE3 está em baixa de 15,32% no mês.

CVC (CVCB3): -4,41%, R$ 3,25

A empresa teve a segunda maior baixa do índice em um dia negativo para o setor de varejo e consumo.

Publicidade

A CVCB3 acumula desvalorização de 7,14% no mês.

PetroRio (PRIO3): -4,17%, R$ 44,35

A ação fechou o top 3 de baixas em dia de queda de mais de 1% do petróleo, que pressionou as commodities energéticas.

A PRIO3 está em baixa de 3,69%.

*Com Estadão Conteúdo

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos