MGLU3 R$ 3,67 -1,61% EURO R$ 5,19 +0,71% DÓLAR R$ 4,86 +0,00% BBDC4 R$ 19,68 +1,39% ABEV3 R$ 13,98 -1,13% ITUB4 R$ 25,18 +1,45% IBOVESPA 108.487,88 pts +1,39% PETR4 R$ 34,95 +2,28% GGBR4 R$ 27,95 +3,33% VALE3 R$ 81,37 +1,90%
MGLU3 R$ 3,67 -1,61% EURO R$ 5,19 +0,71% DÓLAR R$ 4,86 +0,00% BBDC4 R$ 19,68 +1,39% ABEV3 R$ 13,98 -1,13% ITUB4 R$ 25,18 +1,45% IBOVESPA 108.487,88 pts +1,39% PETR4 R$ 34,95 +2,28% GGBR4 R$ 27,95 +3,33% VALE3 R$ 81,37 +1,90%
Delay: 15 min
Mercado

Vacina vai turbinar petróleo na 2ª metade de 2021, indicam produtores

Visão otimista do negócio é compartilhada em vários graus em Wall Street

Vacina vai turbinar petróleo na 2ª metade de 2021, indicam produtores
(Foto: Evanto Elements)
  • A visão otimista do negócio de petróleo em 2021 é compartilhada em vários graus em Wall Street. Os mercados de petróleo devem registrar preços muito mais altos no próximo verão, com a melhora da perspectiva da demanda, escreveu o Goldman Sachs em um relatório esta semana
  • O que tem sido mais revelador é o que os traders chamam de "time spreads adiados". Essas lacunas de preço entre os contratos no futuro (que servem como um indicador das expectativas da força do mercado) vêm aumentando

(Alex Longley e Tiago Ramos Alfaro, Bloomberg/ Washington Post) – A perspectiva de uma vacina contra o coronavírus transformou a forma como os comerciantes de petróleo estão avaliando as perspectivas do mercado para o segundo semestre de 2021.

Os futuros do petróleo Brent subiram acima de US$ 45 o barril na quarta-feira (11), um aumento de 15% em relação à cotação da sexta-feira anterior. Mas esse é o preço dos suprimentos em janeiro, quando o impacto direto de qualquer vacina sobre a demanda de óleo será provavelmente limitado, tendo em vista o tempo para que o programa de imunização seja implementado.

O que tem sido mais revelador é o que os traders chamam de “time spreads adiados”. Essas lacunas de preço entre os contratos no futuro (que servem como um indicador das expectativas da força do mercado) vêm aumentando. O mês de junho de 2021 está sendo negociado agora a cerca de 55 centavos de dólar por barril, abaixo de dezembro de 2021. No final da semana passada, estava com um desconto de US$ 1,35.

“Este é um suspiro de alívio do mercado, até certo ponto”, disse Karim Fawaz, que lidera o serviço de consultoria de energia da IHS Markit. “O curto prazo ainda é bastante desafiador, a demanda parece bastante fraca. O segundo semestre de 2021 é quando esperamos ver a recuperação começar a se firmar.”

No último dia 11, a Pfizer e a BioNTech anunciaram que a sua vacina contra o novo coranavírus apresentou índice de eficácia superior a 90%, em um ensaio com dezenas de milhares de voluntários. O petróleo foi apenas um dos muitos mercados impactados, na esteira da notícia.

A visão otimista do negócio de petróleo em 2021 é compartilhada em vários graus em Wall Street. Os mercados de petróleo devem registrar preços muito mais altos no próximo verão, com a melhora da perspectiva da demanda, escreveu o Goldman Sachs em um relatório esta semana. O JPMorgan Chase prevê que a demanda global de petróleo vai ultrapassar seus níveis esperados em dezembro do próximo ano.

O momento incerto para o lançamento de uma vacina e a consequente recuperação da demanda complica o cenário para a Organização dos Países Petrolíferos e produtores aliados, que tentam evitar um excesso de petróleo. Eles se reúnem em menos de um mês para discutir se devem começar a adicionar barris ao mercado em 2021, conforme planejado anteriormente.

Embora o otimismo esteja crescendo, ainda existem muitos obstáculos. Algumas regiões, principalmente a Europa, estão atualmente passando por uma segunda fase de “lockdows” para combater a disseminação do novo coronavírus, o que reduz a demanda pelo óleo. Os dados de tráfego sugerem que uma recuperação no modal rodoviário parece estagnada. Há também o impacto econômico mais duradouro que o vírus causou às economias em geral.

O cenário é semelhante no mercado americano. A diferença de preço entre os futuros do West Texas Intermediate, de dezembro para 2021 e 2022 (uma negociação popular entre os fundos de hedge voltados para o petróleo), também atingiu o menor patamar desde março. Para contrabalançar esta tendência, os produtores têm procurado proteger sua produção futura, pressionando os preços posteriores, enquanto os mais imediatos se fortalecem.

“Achamos que tudo isso vai levar tempo e acontecer com mais força no segundo semestre do próximo ano”, disse Richard Bronze, cofundador da consultora Energy Aspects Ltd. “Se você tiver várias vacinas, todas mostrando grande eficácia, então talvez você possa olhar para a gama de cenários mais otimistas, para saber quão rápido você consegue implementar a ampla vacinação.”

Por enquanto, porém, as esperanças de um retorno ao normal nos últimos meses de 2021 estão crescendo. Isso elevou tudo, desde as ações de refino de petróleo até as margens de combustível nos últimos dias. No último trimestre do ano que vem, até mesmo o combustível de aviação, o derivado mais prejudicado no mercado de petróleo durante a pandemia, atingiu seu nível mais forte desde julho.

“As expectativas em torno do caminho para a recuperação econômica e, portanto, a demanda de petróleo estão mudando”, disse Harry Tchilinguirian, estrategista de petróleo do BNP Paribas. “Se uma vacina for aprovada, o efeito não será imediato na economia e na demanda por petróleo, mas a expectativa em torno do caminho para a recuperação terá mudado”.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos