Tempo Real

Fusão Arezzo (ARZZ3) e Soma (SOMA3): veja como fica a varejista de R$ 12 bi

As duas companhias farão uma apresentação conjunta sobre a operação em evento nesta segunda-feira (5)

Fusão Arezzo (ARZZ3) e Soma (SOMA3): veja como fica a varejista de R$ 12 bi
Loja da Arezzo. Foto: Daniel Teixeira/ Estadão

A Arezzo (ARZZ3) e o Grupo Soma (SOMA3) confirmaram nesta segunda-feira (5) que celebraram acordo de associação tendo por objeto a junção de seus negócios e a unificação das respectivas bases acionárias, conforme antecipado pelo Estadão/Broadcast. Veja aqui o que fazer com as ações de Arezzo e Soma após a fusão.

A governança da nova companhia será comandada de maneira conjunta pelos atuais acionistas de referência da Arezzo&Co e do Grupo Soma. Alexandre Café Birman será o CEO da nova companhia e Roberto Luiz Jatahy Gonçalves o CEO da unidade de negócios de vestuário feminino. Já Rony Meisler permanecerá como CEO da AR&Co e Thiago Hering continuará como CEO da Hering.

Com a implementação da operação, a companhia alcança um faturamento próximo de R$ 12 bilhões e passará a comercializar calçados, bolsas, itens de moda masculina, feminina e infantil, incluindo roupas e acessórios por meio de suas 34 marcas e mais 2 mil lojas, próprias e franquias, segundo fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Os R$ 12 bilhões estimados consideram os respectivos faturamentos brutos dos últimos 12 meses (LTM) apurados nos informativos trimestrais do terceiro trimestre de 2023.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

A nova empresa terá quatro verticais de negócios: calçados e bolsas; vestuário e lifestyle feminino; vestuário e lifestyle masculino; e vestuário democrático.

“O surgimento dessa nova empresa acarreta grandes oportunidades de geração de valor adicional, tais como, o desenvolvimento das categorias de calçados e bolsas nas marcas do Grupo Soma gerando alavancagem de receita, otimização da gestão dos canais de multimarcas, e-commerce e, principalmente, franquias, otimização da planta industrial de malharia da Hering e a preparação dessa nova empresa para plugar outras verticais de negócio”, afirmam a Arezzo e o Grupo Soma.

Como será realizada a fusão

O acordo prevê que a operação será realizada por meio da incorporação do Grupo Soma pela Arezzo&Co. Assim, os acionistas do Grupo Soma receberão, para cada uma ação ordinária de emissão do Grupo Soma, 0,120446593048 novas ações ordinárias de emissão da Arezzo&Co, de modo que os acionistas da Arezzo&Co serão titulares de 54% e os acionistas do Grupo Soma titulares de 46% do capital social da companhia, desconsiderando as ações atualmente em Tesouraria. A relação de troca relevou em consideração a cotação das ações na Bolsa de Valores.

Uma vez finalizada a documentação necessária, incluindo o protocolo e justificação da incorporação, as administrações das companhias convocarão as respectivas assembleias gerais de acionistas para deliberação das matérias relacionadas à operação. A consumação da operação está condicionada à verificação de condições usuais para operações desta natureza, incluindo a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Assessores finaneiros

Os escritórios Stocche Forbes Advogados e Spinelli Advogados atuaram como assessores legais da Arezzo&Co e o BMA Advogados atuou como assessor legal do Grupo Soma. A XP Investimentos atuou como assessor financeiro das companhias na operação. O Itaú BBA e o Bank of America (BOAC34) atuaram como assessores financeiros da Arezzo&Co. O JPMorgan (JPMC34) atuou como assessor financeiro do Grupo Soma e a G5 Partners atuou como assessor financeiro dos acionistas de referência do Grupo Soma.

As companhias farão uma apresentação conjunta em evento nesta segunda-feira (5), a partir das 11h00.