Publicidade

Últimas notícias

Imposto de Renda 2024: confira até quando saem os informes de rendimentos

Documentos devem ser emitidos por empresas, bancos e corretoras de valores

Imposto de Renda 2024: confira até quando saem os informes de rendimentos
Imposto de Renda 2024. Imagem: Adobe Stock

Os informes de rendimentos são documentos essenciais na hora de realizar a declaração do Imposto de Renda (IR). Emitidos por empresas, bancos e corretoras de valores, eles indicam as rendas recebidas por um contribuinte entre o dia 1º de janeiro e 31 de dezembro do ano-calendário da declaração.

Entre os dados contidos nos informes estão o total dos rendimentos tributáveis, como salários. Descontos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), rendimentos tributáveis exclusivamente na fonte, como o 13º salário, e eventuais rendimentos isentos, como venda das férias e descontos, também estão presentes.

Em 2024, os empregadores têm até o dia 29 de fevereiro para enviar aos funcionários o informe com os rendimentos referentes a 2023, explica Diego Zacarias, head de Auditoria Interna e Assuntos Regulatórios da Contabilizei. Além disso, extratos de movimentações e aplicações financeiras também devem ser disponibilizados até esse prazo pela instituição financeira onde o contribuinte tem conta.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Enquanto a Receita não divulga as instruções normativas com todas as diretrizes necessárias para o Imposto de Renda 2024, referente ao ano-calendário de 2023, já é possível adiantar os documentos necessários para a declaração, mesmo com um mês de antecedência do início do prazo de entrega, previsto para 15 de março.

Dica para fazer a declaração do Imposto de Renda

Para Zacarias, da Contabilizei, o contribuinte, ao preencher a declaração do Imposto de Renda, deve reunir todo e qualquer documentação que represente alguma transação, seja pagamento (que possa ser dedutível) ou recebimento (renda) em 2023. Recibos e notas fiscais de consultas médicas, cirurgias, previdência privada e despesas com educação, por exemplo, precisam ser reunidos para facilitar o preenchimento.

Mesmo com tudo em mãos, a realização da declaração pode se tornar uma missão desafiadora, principalmente para quem está fazendo essa atividade pela primeira vez. “O mais indicado é não se aventurar sozinho e obter apoio de um contador ou um advogado tributarista”, ressalta Zacarias. Informações inexatas ou omissões podem fazer o contribuinte cair na malha fina, uma análise mais detalhada da declaração pela Receita Federal.

Web Stories

Ver tudo
<
>