Tempo Real

Metais: cobre acumula queda semanal de quase 7%

Commodities metálicas sofreram ao longo da semana por expectativas de novo aperto monetário

Metais: cobre acumula queda semanal de quase 7%
Resultado do cobre na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex). Foto: Envato Elements

Por André Marinho – Os contratos futuros de cobre ficaram mistos nesta sexta-feira, apesar do ambiente benigno nos mercados financeiros globais. O risco de que o aperto monetário global empurre as principais economias do planeta a um quadro de recessão suscita incertezas sobre a demanda por commodities.

Na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o cobre para agosto encerrou a sessão em alta de 0,04%, a US$ 3,7405 a libra-peso, mas perdeu 6,80% na semana. Já na London Metal Exchange (LME), o cobre para três meses caía 0,34%, a US$ 8.314,50 por tonelada, por volta das 14h27, em queda de 6,95% em relação à sexta-feira da semana passada.

As commodities metálicas foram penalizadas ao longo da semana por expectativas de aperto monetário ainda mais agressivo para controlar a inflação. Em dois pronunciamentos no Congresso dos EUA nos últimos dias, o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell, reforçou expectativa por novos aumentos de juros nos próximos encontros.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Powell admitiu que o quadro pode provocar uma desaceleração da atividade, mas reforçou que a economia americana ainda está forte. Nesta manhã, o líder da distrital do Fed em St. Louis, James Bullard, também reiterou a visão de que a atividade no país ainda demonstra resiliência.

Os mercados, no entanto, estão mais pessimistas em relação a perspectivas, o que pressiona as cotações de commodities. O TD Securities explica que a demanda incerta se junta ao arrefecimento dos riscos de oferta. “As forças macro são a força motriz por trás da deterioração da ação do preço”, explica.

Entre outros metais negociados na LME, no horário citado acima, a tonelada do alumínio perdia 0,55%, a US$ 2.545,50, a do chumbo baixava 0,62%, a US$ 1.933,50; a do níquel caía 7,58%, a US$ 22.180,00; a do estanho recuava 6,02%, a US$ 25.000,00; e do zinco cedia 4,27%, a US$ 3.344,00.

Web Stories

Ver tudo
<
Novo aumento da gasolina? Entenda porque Petrobras pode mexer de novo no preço dos combustíveis
Bancos digitais: confira 5 contas que melhor pagam seus clientes
O que é BPC? Por que governo quer fazer pente-fino neste benefício social?
Mega-Sena: como aumentar minhas chances de vencer?
Mega Millions: como os brasileiros podem apostar?
Como identificar as notas antigas do real que saíram de circulação?
Quanto tempo dura a pensão por morte na união estável?
Saque-aniversário do FGTS: até quando nascidos em julho podem sacar o benefício?
MEI: últimos dias para aderir ao DET e evitar multas; veja como fazer
Quer investir em IA? Conheça o novo ETF que segue Nvidia e AMD
Não deixe na gaveta: notas antigas de Real saem de circulação; o que fazer?
Quem tem união estável tem direito à pensão por morte?
>