ITUB4 R$ 23,03 -5,92% MGLU3 R$ 11,92 -3,95% DÓLAR R$ 5,75 +1,55% EURO R$ 6,69 +1,61% BBDC4 R$ 19,94 -6,16% IBOVESPA 103.310,34 pts -4,11% PETR4 R$ 25,96 -5,43% GGBR4 R$ 26,44 -0,45% ABEV3 R$ 14,61 -3,50% VALE3 R$ 76,16 +1,33%
ITUB4 R$ 23,03 -5,92% MGLU3 R$ 11,92 -3,95% DÓLAR R$ 5,75 +1,55% EURO R$ 6,69 +1,61% BBDC4 R$ 19,94 -6,16% IBOVESPA 103.310,34 pts -4,11% PETR4 R$ 25,96 -5,43% GGBR4 R$ 26,44 -0,45% ABEV3 R$ 14,61 -3,50% VALE3 R$ 76,16 +1,33%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Petrobras assina contrato para venda da Reman à Atem por US$189,5 mi

O negócio faz parte de um plano da petroleira que visa vender parte das suas refinarias

fachada-petrobras
(Foto: Shutterstock)

(Reuters) A Petrobras assinou nesta quarta-feira, 25, contrato com a Ream Participações, que pertence aos sócios da Atem Distribuidora, para a venda da refinaria Isaac Sabbá (Reman) e de seus ativos logísticos associados, no Amazonas, por 189,5 milhões de dólares, informou a empresa em fato relevante.

De acordo com a empresa, 28,4 milhões de dólares foram pagos nesta data e 161,1 milhões de dólares serão pagos no fechamento da operação, que está sujeito ao cumprimento de condições precedentes, como a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O negócio faz parte de um plano da petroleira que visa vender todas as suas refinarias fora dos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo, conforme compromisso firmado pela estatal com o Cade em junho de 2019 para a abertura do setor de refino do país.

A Reman é a segunda refinaria a ter o contrato de compra e venda assinado, dentre as oito que estão em processo de venda. Anteriormente, a companhia anunciou a venda da Refinaria Landulpho Alves (Rlam), na Bahia, ao Mubadala, por 1,65 bilhão de dólares.

A Petrobras afirmou que, até o cumprimento das condições precedentes e o fechamento da transação, manterá normalmente a operação da refinaria e seus ativos associados. Após a conclusão, dará apoio à Atem por um período determinado, sob contrato de transição, para preservar a segurança e a continuidade operacional.

Localizada em Manaus (AM), a Reman possui capacidade de processamento de 46 mil barris por dia. Seus ativos incluem um terminal de armazenamento.

“A operação está aderente ao plano estratégico vigente e alinhada à otimização do portfólio e à melhora de alocação do capital da companhia, visando a geração de valor”, afirmou a Petrobras no comunicado.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos