ITUB4 R$ 24,66 -0,96% MGLU3 R$ 12,74 -3,85% DÓLAR R$ 5,65 +0,96% EURO R$ 6,58 +0,89% BBDC4 R$ 21,43 -0,83% IBOVESPA 108.070,68 pts -2,45% GGBR4 R$ 26,45 -3,26% PETR4 R$ 27,56 -2,99% ABEV3 R$ 15,02 -2,15% VALE3 R$ 73,40 -3,94%
ITUB4 R$ 24,66 -0,96% MGLU3 R$ 12,74 -3,85% DÓLAR R$ 5,65 +0,96% EURO R$ 6,58 +0,89% BBDC4 R$ 21,43 -0,83% IBOVESPA 108.070,68 pts -2,45% GGBR4 R$ 26,45 -3,26% PETR4 R$ 27,56 -2,99% ABEV3 R$ 15,02 -2,15% VALE3 R$ 73,40 -3,94%
Delay: 15 min
Últimas notícias

UBS: vacinação lenta diminui otimismo de investidores

  • O ritmo lento da vacinação no Brasil diminuiu o otimismo dos investidores para os próximos 12 meses, com 64% no primeiro trimestre de 2021, após 75% no quatro trimestre de 2020, revela pesquisa da UBS. Os pessimistas eram 12% e agora são 22%, enquanto os neutros variaram de 13% para 14%

(Estadão Conteúdo) – O ritmo lento da vacinação no Brasil diminuiu o otimismo dos investidores para os próximos 12 meses, com 64% no primeiro trimestre de 2021, após 75% no quatro trimestre de 2020, revela pesquisa da UBS. Os pessimistas eram 12% e agora são 22%, enquanto os neutros variaram de 13% para 14%.

Dos entrevistados, 34% consideram o programa de imunização sem sucesso, 29% veem um pouco bem sucedido e outros 37% acreditam que o lançamento das vacinas é muito bem sucedido.

Embora o imunizante contra a covid-19 seja a principal fonte de otimismo dos empresários, com 75%, o colapso do sistema de saúde foi o mais citado entre as preocupações (68%), à frente de desemprego (67%) e variantes da covid-19 (63%). O boom da renda do agronegócio (61%) e as privatizações de estatais (49%) completam o top 3 das fontes de otimismo.

Mais da metade dos investidores (56%) acreditam em crescimento da inflação nos próximos três anos, dos quais 47% comprariam mais ações, 41% ampliariam investimentos sustentáveis e 39% aumentariam as coberturas de carteira. Com um cenário de dinheiro em desvalorização, cresce o interesse em ativos digitais, considerados atrativos em risco/retorno por 84% dos investidores, grupo que prioriza as criptomoedas (67%). Ativos digitais lastreados em ativos reais (55%) e títulos digitais (43%) também estão entre os alvos.

Entre os investidores brasileiros, a média de dinheiro nas carteiras segue em patamar alto, a 24%, mas 77% consideram a quantia como exatamente o necessário ou insuficiente. Entre as razões para se ter mais de 10% em dinheiro, destaques para fundo de emergência (61%) e espera pela oportunidade certa para investir (59%). Dos focos no exterior, 82% consideram os Estados Unidos como muito atraentes para investir no curto prazo, seguidos por União Europeia (68%), Ásia (60%) e América Latina (53%).

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos