EURO R$ 6,06 +0,54% MGLU3 R$ 7,22 +6,96% ITUB4 R$ 24,46 +0,49% ABEV3 R$ 15,40 +2,67% DÓLAR R$ 5,43 +0,38% GGBR4 R$ 27,96 +0,29% PETR4 R$ 33,88 +0,03% IBOVESPA 112.611,65 pts +1,19% BBDC4 R$ 22,28 +0,50% VALE3 R$ 84,49 +0,23%
EURO R$ 6,06 +0,54% MGLU3 R$ 7,22 +6,96% ITUB4 R$ 24,46 +0,49% ABEV3 R$ 15,40 +2,67% DÓLAR R$ 5,43 +0,38% GGBR4 R$ 27,96 +0,29% PETR4 R$ 33,88 +0,03% IBOVESPA 112.611,65 pts +1,19% BBDC4 R$ 22,28 +0,50% VALE3 R$ 84,49 +0,23%
Delay: 15 min

Investimento não é cassino

Fabrizio Gueratto tem 17 anos de experiência no mercado financeiro, é especialista em investimentos, professor de MBA em Finanças, palestrante, autor do livro “De Endividado a Bilionário” e criador do Canal 1Bilhão, com quase 20 milhões de visualizações no YouTube e audiência mensal de 3 milhões de views nas redes sociais.

Escreve às terças e quintas-feiras

Fabrizio Gueratto

Modalmais triplica lucro e se torna o banco de maior crescimento em 2021

Modalmais prova que é possível um banco digital ser altamente lucrativo

Modalmais
(Foto: Divulgação)
  • A instituição, que já havia crescido 660% no 1° trimestre e 137% no 2° trimestre, destrói o argumento que diz que um banco digital não precisa ser lucrativo, bastando apenas crescer a base de clientes

O Banco Modalmais (MODL11) surpreendeu o mercado em sua apresentação de resultados, após triplicar o lucro líquido em relação ao mesmo trimestre de 2020. A instituição, que já havia crescido 660% no 1° trimestre e 137% no 2° trimestre, destrói o argumento que diz que um banco digital não precisa ser lucrativo, bastando apenas crescer a base de clientes.

A relação entre o Modalmais e a educação financeira

A plataforma, que tem como base a educação financeira para a captação de novos clientes e aportes, captou nos últimos 3 meses R$ 6,3 bilhões. Eles conseguiram entender que, não basta apenas aumentar o número de clientes se o investidor não se sente seguro para aplicar seu dinheiro nas ações. Caso contrário, vira uma métrica de vaidade, onde ostenta grandes números de contas abertas, mas apresenta lucro insignificante ou até mesmo gera prejuízo.

Para crescer é necessário um grande investimento?

Muitas fintechs recebem investimentos milionários de grandes fundos, mesmo dando prejuízo por muitos anos. Claro, o investidor exige que em algum momento a empresa seja lucrativa, seja vendida ou faça um IPO. É o que chamamos de exit, ou seja, saída em inglês. Neste momento, o investidor consegue lucrar com a operação.

O problema é que existe um grande risco da empresa naufragar no meio do caminho. É uma aposta. Se olharmos para os bancos digitais que estão na B3 (B3SA3), veremos que, praticamente todos deram prejuízo em algum momento ou lucro minúsculo em relação a base de clientes. Isso gera muito mais risco para o investidor, que precisa acreditar que no futuro a instituição conseguirá ser lucrativa.

Mas o banco Modalmais (MODL11), após 3 trimestres de crescimento impressionante, derruba a tese de que para crescer é preciso usar todos os recursos financeiros e, por isso, o lucro pode ser sacrificado.

Mas resta uma pergunta. Será que o investidor já analisou o case desta empresa ou está comendo bola?

Como o mercado está vendo este potencial de valorização?

Vou dar um resumo de como as maiores instituições estão vendo o potencial de valorização.

Atualmente, a cotação está em torno de R$ 14,00. O Bank of América acredita no preço-alvo de R$ 25,00. O Citibank R$ 23,00 e o Bradesco BBI e o Itaú R$ 20,00.

Se o Bank of America estiver certo, estamos falando em uma valorização de quase 80% nos próximos meses.

E aí? Será que vale a pena estudar o case Modalmais?

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos