DÓLAR R$ 5,61 +0,00% MGLU3 R$ 8,04 -0,25% BBDC4 R$ 20,27 -0,73% EURO R$ 6,34 +0,08% ITUB4 R$ 22,66 -0,66% PETR4 R$ 29,47 +3,51% GGBR4 R$ 25,80 +0,98% ABEV3 R$ 16,34 -2,10% IBOVESPA 102.814,03 pts +0,58% VALE3 R$ 69,50 +1,25%
DÓLAR R$ 5,61 +0,00% MGLU3 R$ 8,04 -0,25% BBDC4 R$ 20,27 -0,73% EURO R$ 6,34 +0,08% ITUB4 R$ 22,66 -0,66% PETR4 R$ 29,47 +3,51% GGBR4 R$ 25,80 +0,98% ABEV3 R$ 16,34 -2,10% IBOVESPA 102.814,03 pts +0,58% VALE3 R$ 69,50 +1,25%
Delay: 15 min
Marco Saravalle, sócio-fundador da BM&C e da SaraInvest (Foto: Divulgação/SaraInves)

Marco Saravalle é analista CNPI-P e sócio-fundador da BM&C e da Sara Invest. Foi estrategista de Investimentos do Banco Safra, estrategista de Investimentos da XP Investimentos, Analista e co-gestor de fundos de investimentos na Fator Administração de Recursos e GrandPrix e analista de ações na Coinvalores e Socopa. Formado em Ciências Econômicas pela PUC-SP, Pós-graduado em Mercado de Capitais pela USP e Mestrando em Economia e Finanças pela FGV/EESP. Iniciou sua carreira no programa de Trainee do Citibank. Atualmente é Diretor Administrativo/Financeiro da Apimec Nacional, membro do comitê de
educação da CVM e presidente do Conselho da ONG de educação financeira,
Multiplicando Sonhos.

Escreve quinzenalmente, às segundas-feiras

Marco Saravalle

Black Friday: o golpe tá aí, cai quem quer

Como aproveitar as promoções sem cair em ciladas

A black friday no varejo (Foto: Nilton Fukuda/Estadão)
Foto: Nilton Fukuda/Estadão
  • Todos os anos, próximo do mês de dezembro, surgem as falsas promoções de Black Friday
  • É muito comum que algumas empresas façam “malabarismos” para parecer que seus produtos estão em promoção
  • Neste artigo você irá aprender três formas de como não cair nas ciladas da Black Friday e três maneiras de se organizar financeiramente durante o ano para aproveitar as melhores promoções

Todos os anos, na véspera do mês de dezembro, surgem as falsas promoções de Black Friday (dia conhecido mundialmente pelas ofertas, logo após o dia de Ação de Graças nos Estados Unidos).

O Natal está logo aí e quem não gostaria de comprar os presentes com aquele descontinho? Certamente, todo mundo. Mas é muito comum que algumas empresas façam “malabarismos” para parecer que seus produtos estão em promoção, e mais: os golpes aumentam nesta data do ano. Hoje em dia, as fraudes se concentram muito por mensagens por WhatsApp e mensagens de texto (SMS).

Neste artigo você irá aprender três formas de como não cair nas ciladas da Black Friday e três maneiras de se organizar financeiramente durante o ano para aproveitar as melhores promoções.

1) Promoção pela metade do dobro

Parece só um trocadilho, mas isso realmente acontece. Muitas lojas aumentam seus preços semanas antes a fim de “promover” um falso desconto nos dias de Black Friday. Por conseguinte, mantenha-se antenado semanas antes dos dias do evento. Utilizar aplicativos que comparam preços também podem te auxiliar no processo.

2) Mantenha-se atento às compras on-line

É muito comum que, nas compras on-line, apareça um preço no anúncio e, na compra definitiva, apareça outro valor superior. Geralmente, essas propagandas são acompanhadas de algum desconto de tempo limitado. Portanto, fique atento no momento da execução do pagamento. Por via das dúvidas, guarde fotos/prints do anúncio e do comprovante com a finalidade de reivindicação futuramente.

3) Confirmar um produto que você nem comprou?

Atenção às falsas mensagens de compras. Muitos golpistas utilizam mensagens de e-mail, WhatsApp ou mensagem de texto (SMS) para aplicar golpes. Não confirme e nem envie seus dados por estes meios caso você desconheça a compra.

Além disso, certifique-se de que o site não é falso. Muitos golpes são aplicados através de páginas falsas criadas para usurpar os sites de grandes companhias, como Amazon, Magazine Luiza, Ponto Frio, entre outros. Confira se o URL está correto.

3 maneiras de se organizar financeiramente para aproveitar a Black Friday

1) Utilize planilhas

Utilizar planilhas pode te ajudar na hora de identificar os maiores e menores gastos do mês, além de apontar as despesas necessárias e as supérfluas. Alguns aplicativos ou planilhas prontas de gastos pessoais (que podem ser encontradas facilmente dando um “google”) te ajudam nesta organização.

Registre todas as entradas e todas as saídas (receitas e despesas). Corte itens que podem ser adquiridos depois para comprar na promoção da Black Friday.

2) Quite suas dívidas

Nem sempre tudo sai como o planejado e, assim como os precatórios do governo são arrecadados mês a mês, a sua reserva de emergência deve ser construída aos poucos, fazendo aportes. Possuir uma reserva pode te livrar de precisar tomar empréstimos com juros abusivos e daquela “bola de neve” de dívidas que ninguém quer.

Sempre tenha uma parte do seu dinheiro em aplicações líquidas, não se sabe o dia de amanhã. Por fim, não pague juros, receba juros!

3) Se pague primeiro

Quem é assalariado sabe que nem sempre sobra alguma coisa no final do mês para conseguir investir. Mas, antes de pensar em pagar alguém, pague o seu “eu do futuro” primeiro. O ideal seria separar pelo menos 30% da sua renda mensal para aplicações, porém, nem todas as realidades permitem isso.

Portanto, comece com o que você tem, o importante sempre será o primeiro passo. Além do mais, busque alternativas que aumentem sua renda, por exemplo, investindo na sua própria educação.
Organizar sua vida financeira pode parecer um bicho de sete cabeças no começo, mas, quanto antes começar, mais fácil será lidar com todos esses monstros.

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos