DÓLAR R$ 5,27 -1,63% MGLU3 R$ 19,67 -1,16% EURO R$ 6,35 -1,26% ITUB4 R$ 27,28 -0,69% BBDC4 R$ 23,87 +0,13% ABEV3 R$ 16,08 +8,21% GGBR4 R$ 35,29 +2,44% IBOVESPA 119.481,17 pts -0,07% PETR4 R$ 23,62 -0,88% VALE3 R$ 113,44 +2,47%
DÓLAR R$ 5,27 -1,63% MGLU3 R$ 19,67 -1,16% EURO R$ 6,35 -1,26% ITUB4 R$ 27,28 -0,69% BBDC4 R$ 23,87 +0,13% ABEV3 R$ 16,08 +8,21% GGBR4 R$ 35,29 +2,44% IBOVESPA 119.481,17 pts -0,07% PETR4 R$ 23,62 -0,88% VALE3 R$ 113,44 +2,47%
Delay: 15 min
Mercado

Abertura de Mercado: Tom negativo no exterior deve deixar Ibov sem fôlego

bolsa-de-valores
Painel na Bolsa de Valores de São Paulo, a B3 Foto: Gabriela Biló/Estadão

Após renovarem máximas históricas no pregão da última sexta-feira, os índices futuros das bolsas de Nova York operam em baixa. Os juros dos Treasuries de prazo mais longo também recuam, revertendo o movimento da sessão anterior, quando avançaram em reação a dados de inflação mais fortes do que o esperado nos EUA e na China. Já na Europa, as bolsas operam sem um viés único.

O fraco desempenho dos mercados acionários asiáticos e dos futuros dos índices acionários nos EUA, dados melhores do que o esperado do setor varejista da zona do euro sustentam a valorização de alguns índices na Europa.

Aqui no Brasil, o sinal negativo que predomina nas bolsas internacionais deve deixar o Ibovespa sem fôlego, enquanto o recuo dos juros dos Treasuries e dólar mais fraco ante várias moedas emergentes pode tirar pressão do dólar ante o real e dos juros futuros.

Além disso, ruídos políticos, o avanço da pandemia, e preocupações com o cenário fiscal, seguem no radar dos investidores. O mercado segue ainda na expectativa sobre se a sanção do Orçamento de 2021 pelo presidente, que tem até o dia 22, será com ou sem vetos.

No Brasil, a agenda da semana traz ainda vendas no varejo e pesquisa de serviços de fevereiro, que não devem refletir ainda o impacto da restrição maior à mobilidade com agravamento da pandemia.

Agenda econômica 12/04

BRASIL: A agenda da semana traz como destaques as vendas no varejo (terça-feira) e pesquisa de serviços (quinta-feira), ambos de fevereiro. Na quinta também tem o IGP-10 de abril. Mais cedo saiu a Pesquisa Focus do Banco Central e o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, e subiu 0,71% na primeira quadrissemana de abril, repetindo a variação do fechamento de março, segundo a
Fipe.


EUA: A inflação ao consumidor, o CPI, nos EUA de março sai amanhã. Na quarta-feira, tem discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, e Livro Bege. Na quinta, tem ainda vendas no varejo e produção industrial de março. Essa semana também tem início a temporada de balanços nos EUA, com resultados de grandes bancos, como JPMorgan e Goldman Sachs.

EUROPA: Na sexta-feira saem o CPI de março e a balança comercial de fevereiro da zona do euro.

CHINA: A agenda conta com a balança comercial de março (terça-feira), e com o PIB, produção industrial e vendas no varejo também de março (quinta-feira).

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos