MGLU3 R$ 2,47 -2,75% EURO R$ 5,54 -0,28% ITUB4 R$ 23,44 -0,21% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% BBDC4 R$ 17,92 -0,94% IBOVESPA 98.672,26 pts +0,60% VALE3 R$ 74,62 +3,21% GGBR4 R$ 23,15 +4,40% PETR4 R$ 26,29 -0,60% ABEV3 R$ 13,67 +2,48%
MGLU3 R$ 2,47 -2,75% EURO R$ 5,54 -0,28% ITUB4 R$ 23,44 -0,21% DÓLAR R$ 5,24 +0,00% BBDC4 R$ 17,92 -0,94% IBOVESPA 98.672,26 pts +0,60% VALE3 R$ 74,62 +3,21% GGBR4 R$ 23,15 +4,40% PETR4 R$ 26,29 -0,60% ABEV3 R$ 13,67 +2,48%
Delay: 15 min
Mercado

As borboletas no estômago de Wall Street

Março foi um mês de reviravoltas com o desligamento da economia mundial

As borboletas no estômago de Wall Street
Foto: Carlo Allegri/Reuters
  • A montanha-russa nas bolsas surgiu quando os investidores se viram sobrecarregados pelo desligamento da economia mundial
  • Enquanto os consumidores ficam em casa e as fábricas fecham, milhões de trabalhadores perdem o emprego
  • O efeito econômico da pandemia nos Estados Unidos será diferente da queda dos mercados em 2008

(The New York Times) Março foi um mês de reviravoltas nos mercados financeiros: o S&P 500 sofreu sua pior queda em um dia desde 1987 – antes de registrar sua melhor corrida de três dias desde 1933 -, os preços do petróleo caíram, as taxas de juros caíram e os mercados mais esotéricos de Wall Street apreendido. A montanha-russa surgiu quando os investidores se viram sobrecarregados pelo desligamento da economia mundial.

No início do mês, o mercado altista de 11 anos terminou e as negociações foram interrompidas mais de uma vez para evitar um acidente. Uma enorme resposta fiscal e política no final do mês ajudou a desfazer alguns dos piores danos. O S&P 500 recuperou mais da metade de suas perdas na última semana do mês, depois que os parlamentares aprovaram um pacote de gastos de US$ 2 trilhões e o Federal Reserve (Fed) disse que compraria uma quantidade ilimitada de dívida garantida pelo governo para manter os mercados em funcionamento.

Mas, mesmo com as ações recuperando bem do ponto mais baixo, março foi o pior mês para o S&P 500 desde outubro de 2008, quando os investidores temiam o colapso da economia após a crise financeira global. O S&P 500 caiu 12,5% no mês de março. No acumulado do ano, a queda era de 23,6% até a sexta-feira (3).

Os danos econômicos estão em escalada

Mercados mais calmos não significam que o pior já passou. Enquanto os consumidores ficam em casa e as fábricas fecham, milhões de trabalhadores perdem o emprego. Os dados econômicos que mostram a escala do dano estão apenas começando a aparecer, e os analistas de Wall Street continuam diminuindo as expectativas para a economia.

O Goldman Sachs, por exemplo, agora espera que a produção econômica dos EUA caia a uma taxa anualizada de 34% no segundo trimestre. A taxa de desemprego chegará a 15%, informou o banco em nota de pesquisa na terça-feira (31). Mas a pior das recentes oscilações nos preços dos ativos parece ter terminado, e os investidores estão tentando encontrar uma base. “Parece que estamos vendo um sentimento melhorado”, escreveu Yousef Abbasi, estrategista de mercado global da INTL FCStone, uma empresa de serviços financeiros e corretagem, em nota aos clientes na terça-feira. “Quando o sentimento começar a melhorar em torno do vírus e seu impacto econômico final – o mercado terá dificuldade em ignorar o tamanho e o escopo do estímulo fiscal e monetário que foi realizado.”

Os efeitos diferentes da crise de 2008

Mais mulheres que homens podem perder o emprego por causa do surto. O efeito econômico da pandemia nos Estados Unidos será diferente da queda dos mercados em 2008 de pelo menos um aspecto: é provável que leve a mais perdas de emprego para mulheres do que homens, pelo menos no curto prazo, segundo novo artigo de pesquisadores de três universidades. “Em todas as principais recessões, incluindo a recessão financeira há dez anos, muitos mais homens perdem o emprego”, disse Matthias Doepke, professor de economia da Northwestern University e um dos autores do trabalho de pesquisa. “Isso tem a ver com duas coisas: geralmente os setores mais afetados são como construção e manufatura, que são dominados por homens. E a segunda coisa é essa noção de ‘seguro na família’ – que algumas mulheres casadas decidem realmente trabalhar mais durante uma recessão para compensar a perda de emprego do marido”. Mas nesta crise, os setores que serão mais afetados – hospitalidade, varejo, viagens – têm emprego feminino bastante alto, disse Doepke. No entanto, o documento sugere que as novas políticas de trabalho em casa também podem promover a igualdade de gênero a longo prazo. “Esperamos que essa flexibilidade adicional permaneça – não completamente – mas em grande parte após a crise”, disse Doepke.

Acompanhe: eis o que mais está acontecendo. – A Brooks Brothers disse terça-feira que usaria suas instalações de fabricação em Nova York, Carolina do Norte e Massachusetts para fazer máscaras e vestidos para os profissionais de saúde. – A Tyson Foods disse que pagaria aproximadamente US$ 60 milhões em bônus a 116.000 trabalhadores da linha de frente e caminhoneiros nos Estados Unidos. Os funcionários elegíveis receberão um bônus de US$ 500, pagos na primeira semana de julho. – A JCPenney se tornou a mais recente varejista a divulgar muitos de seus trabalhadores, dizendo na terça-feira que estava fazendo uma jogada para proteger o “futuro de nossa empresa”.

O varejista não disse exatamente quantos de seus 90.000 trabalhadores seriam dispensados, mas disse que afetaria a maioria dos funcionários de sua loja. – A medida de confiança do consumidor do Conference Board caiu acentuadamente este mês, segundo dados divulgados terça-feira. Foi a queda mais acentuada em um mês desde agosto de 2011. Os dados foram coletados até 19 de março, antes de ocorrerem muitas das perdas de empregos causadas pelo surto de coronavírus. – O Walmart disse que começaria a fornecer máscaras e luvas aos trabalhadores. A empresa também começará a medir a temperatura dos funcionários quando eles aparecerem para trabalhar em lojas e centros de distribuição. Qualquer funcionário com uma temperatura de 100 graus ou mais será enviado para casa e não poderá voltar ao trabalho até ficar sem febre por pelo menos três dias.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos