MGLU3 R$ 2,41 +1,68% ITUB4 R$ 23,08 -1,11% EURO R$ 5,43 +0,36% DÓLAR R$ 5,20 +0,31% IBOVESPA 99.621,58 pts -0,96% BBDC4 R$ 17,60 -1,95% PETR4 R$ 28,08 -0,42% GGBR4 R$ 23,14 -1,11% VALE3 R$ 78,79 -1,03% ABEV3 R$ 13,61 +0,00%
MGLU3 R$ 2,41 +1,68% ITUB4 R$ 23,08 -1,11% EURO R$ 5,43 +0,36% DÓLAR R$ 5,20 +0,31% IBOVESPA 99.621,58 pts -0,96% BBDC4 R$ 17,60 -1,95% PETR4 R$ 28,08 -0,42% GGBR4 R$ 23,14 -1,11% VALE3 R$ 78,79 -1,03% ABEV3 R$ 13,61 +0,00%
Delay: 15 min
Mercado

Grandes bancos têm maior lucro nominal em 15 anos, afirma levantamento

Na comparação com 2020, quando o lucro foi de R$ 61,62 bilhões, houve um salto de 32,5%

Grandes bancos têm maior lucro nominal em 15 anos, afirma levantamento
Banco do Brasil também registrou lucro recorde em 2021. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
  • O recorde nominal anterior era de 2019, quando Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Santander somaram lucros de R$ 81,5 bilhões
  • O levantamento vem na sequência da temporada de divulgação dos balanços do 4º trimestre de 2021 das empresas listadas na bolsa de valores brasileira

O lucro nominal dos quatro maiores bancos brasileiros bateu recorde em 2021, mostra um levantamento feito pela Economatica. Juntos, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Santander somaram R$ 81,63 bilhões – o maior já registrado desde 2006, quando os dados do Santander foram incluídos na B3.

Se comparado ainda ao ano de 2020, quando o lucro foi de R$ 61,62 bilhões, o resultado desses bancos em 2021 representa um salto de 32,5%. O recorde nominal anterior era de 2019, quando as quatro empresas somaram lucros de R$ 81,5 bilhões.

Se descontada a inflação, o ano de 2021 teve o quarto maior lucro histórico destes bancos desde 2006. Com os valores ajustados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o ano de 2019 sai na frente, com ganhos acumulados de R$ 93,7 bilhões por Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Santander. O segundo maior registro é do ano de 2015, com R$ 84,3 bilhões de lucro, e o terceiro de 2018, com R$ 82,8 bilhões.

Os números da Economatica consideram os balanços contábeis publicados oficialmente pelos bancos na Comissão de Valores Imobiliários (CVM) e foram ajustados pelo IPCA até dezembro de 2021.

Temporada de balanços

O levantamento vem na sequência da temporada de divulgação dos balanços do 4º trimestre de 2021 das empresas listadas na bolsa de valores brasileira. Na segunda-feira (14), o Banco do Brasil surpreendeu ao anunciar um lucro recorde em 2021: R$ 21 bilhões. Apenas no último trimestre, os ganhos somam R$ 5,9 bi – uma alta de 60,5% se comparado ao mesmo período de 2020.

Na última semana, o Itaú já havia se destacado com resultados acima do esperado pelo mercado. O banco encerrou o quarto trimestre de 2021 com um lucro líquido de R$ 7,15 bilhões, desempenho 32,8% acima do registrado no mesmo período de 2020.

Na outra ponta, o balanço do Bradesco veio com um raro movimento de queda. Apesar do lucro total de 2021 ter alcançado a casa dos R$ 26,2 bilhões, os resultados do 4º trimestre apresentaram queda de 2,8% na comparação com os últimos três meses de 2020, totalizando R$ 6,6 bilhões.

O Santander também decepcionou. O banco fechou 2021 com lucro de R$ 16,3 bilhões, mas no 4T21 os ganhos de R$ 3,8 bi foram 2% menores em relação ao mesmo período de 2020.

 

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos