EURO R$ 6,23 -0,01% ABEV3 R$ 15,88 +0,51% DÓLAR R$ 5,30 +0,00% ITUB4 R$ 28,71 +3,75% MGLU3 R$ 15,87 -3,30% IBOVESPA 114.064,36 pts +1,59% GGBR4 R$ 27,00 +5,83% PETR4 R$ 26,84 +4,06% BBDC4 R$ 20,72 +4,59% VALE3 R$ 78,91 -0,35%
EURO R$ 6,23 -0,01% ABEV3 R$ 15,88 +0,51% DÓLAR R$ 5,30 +0,00% ITUB4 R$ 28,71 +3,75% MGLU3 R$ 15,87 -3,30% IBOVESPA 114.064,36 pts +1,59% GGBR4 R$ 27,00 +5,83% PETR4 R$ 26,84 +4,06% BBDC4 R$ 20,72 +4,59% VALE3 R$ 78,91 -0,35%
Delay: 15 min
Mercado

Bolsa de valores: qual é a diferença entre ações ordinárias e prioritárias?

As diferenças podem ir do direito ao voto à preferência em dividendos; entenda as vantagens de cada tipo antes de investir

Tela exibe números
Foto: Shutterstock
  • Em geral, as companhias dividem as ações por Ordinárias (ON) e Preferenciais (PN). Cada uma delas têm características e vantagens distintas
  • Cada tipo de ativo se ajusta a um perfil determinado de investidor e isso deve ser levado em conta na hora de decidir qual é o tipo de ação que vai ser comprada

(Mônica Wanderley da Silva, Especial para o E-Investidor) – Ao pesquisar o mercado de ações, um dos primeiros aspectos que um investidor iniciante perceberá é que, ao verificar os papéis disponíveis de qualquer empresa com capital aberto na Bolsa de Valores, eles terão mais de uma opção, com finais e valores diferentes — são as chamadas ações ordinárias e preferenciais.

Isso acontece porque, na hora de distribuir os papéis, a empresa dá “pesos” diferentes a cada um dos ativos por questões estratégicas. Em geral, as companhias dividem as ações por Ordinárias (ON) e Preferenciais (PN). Cada uma delas têm características e vantagens distintas.

O que é uma ação?

Antes de entrarmos em detalhes sobre os papéis ordinários e preferenciais, é importante explicar o que é uma ação. De forma resumida, ela constitui um “pedaço” da empresa, que é colocada à venda por meio de um processo de abertura de capital, conhecido como Initial Public Offering (IPO).

As empresas optam por abrir capital para, por meio da venda de papéis, arrecadar valores para investirem em suas estratégias, com novos produtos, comprando outras empresas, realizando melhorias nas soluções que já existem, entre outras atividades.

Do ponto de vista do consumidor, a compra de ativos é vantajosa porque, caso a empresa realize investimentos acertados e estes sejam valorizados, o preço de seus papéis (e o valor dos rendimentos) aumenta dentro do mercado de ações.

Ao realizar o IPO, a empresa pode optar pela quantidade de ações que serão emitidas e definir os benefícios oferecidos por seus papéis. Essas ações são classificadas como ordinárias (ON) ou preferenciais (PN).

Cada tipo de ativo se ajusta a um perfil determinado de investidor e isso deve ser levado em conta na hora de decidir qual é o tipo de ação que vai ser comprada.

Pessoa usa computador em que tela exibe ações. Ao lado, um laptop também exibindo ações
As ações são distribuídas pelas empresas em um processo conhecido como IPO. (Foto: JomNicha/Shutterstock)

Ações Ordinárias (ON)

As ações ordinárias são identificadas pelo número 3 no final do código da ação. Por exemplo:

  • Petrobras: PETR3;
  • Vale: VALE3;
  • Bradesco: BBDC3;
  • Itaú Unibanco: ITUB3.

Esse tipo de papel se destaca por dar ao investidor direito a voto, sendo que os detentores das ações ordinárias não são responsabilizados pela empresa caso ela contraia dívidas. A maior vantagem disso é contar com um dispositivo chamado tag along, que proporciona aos acionistas o recebimento de 80% a 100% do valor pago pela ação caso a empresa seja vendida, sendo esse percentual definido pelo estatuto da empresa.

Esse dispositivo é valioso porque traz segurança ao investidor no evento da mudança de controle da empresa. Porém, em caso de liquidação (transferência de valores), os acionistas ordinários são os últimos a receber a devolutiva dos preços, ficando atrás das empresas credoras, por exemplo.

Ações Preferenciais (PN)

Esse tipo de ação é reconhecida por vir acompanhada do número 4 ao final do código da ação:

Como o nome já indica, os detentores desse papel têm prioridade sobre o pagamento de dividendos, sendo que essa ordem também acontece nos casos de falência. Por ter um dividendo fixo garantido e liquidez maior, essa ação se torna uma opção interessante para investidores.

Além de não ter poder de voto, o ativo tem como desvantagem não contar com tag along na maioria dos casos: a exceção fica quando os dividendos não são pagos por três anos seguidos— mas, como foi dito, é um caso de exceção.

Outro aspecto que pode ser considerado negativo sobre as ações preferenciais é o fato de a ação ser “exigível”, o que permite à empresa, a qualquer momento, recomprá-las dos acionistas — sem aviso prévio. Até por isso, é comum que a compra de ações preferenciais seja encarada como um tipo de “empréstimo” para a empresa.

Mulher faz anotações enquanto manuseia laptop
Cada tipo de ação se mostra mais vantajosa para um tipo diferente de investidor. Por isso, estudo prévio é essencial. (Foto: Peshkova/Shutterstock)

Existe uma ação que é mais vantajosa?

Por não existir a questão de “recompra compulsória”, muitos investidores costumam procurar por ações ordinárias. O dispositivo de tag along também é mencionado como outro fator de vantagem, por garantir maior segurança sobre o investimento. Porém, esse fator pode não valer a pena dependendo da sua estratégia de investimento e do objetivo que você tem ao aplicar em ações.

Antes de fazer a aquisição de papéis, a recomendação é ler os documentos disponíveis na área de Relações com Investidores — presente no site de todas as empresas com capital aberto na Bolsa de Valores —, para entender as características que cada empresa dá aos seus ativos.

Outros termos do mercado

As ações ordinárias e preferenciais correspondem à classificação das ações. Porém, o setor financeiro utiliza outras nomenclaturas para designar os diferentes tipos de ativos disponíveis na Bolsa de Valores.

Unit

Sigla de Certificado de Depósito de ações, o Unit abrange um pacote de valores mobiliários com ativos de diferentes classes, para quem deseja investir de forma diversificada. Dentro de um Unit, é possível ter ações ordinárias, preferenciais, BDRs etc.

Blue Chip

As ações Blue Chip são conhecidas como papéis com alta rentabilidade e que são cobiçadas no mercado pela maior garantia de retorno.

Mid caps (ou intermediárias)

São papéis avaliados com grande potencial de valorização e, por isso, maior rendimento. Porém, é importante ressaltar que essa expectativa de crescimento pode ou não se concretizar.

Small caps

São as ações com valor mais barato e, por isso, maior possibilidade de rentabilização.
Porém, como acontece com os demais papéis, é importante realizar um estudo profundo do mercado para identificar tendências e ter maior segurança ao investir.

Fonte: B3.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos