EURO R$ 6,04 +1,23% MGLU3 R$ 21,11 -0,94% DÓLAR R$ 5,09 +0,51% ITUB4 R$ 32,20 -2,13% IBOVESPA 128.405,35 pts +0,27% GGBR4 R$ 28,95 -0,17% PETR4 R$ 28,25 +0,43% ABEV3 R$ 18,64 -1,95% BBDC4 R$ 27,47 -1,75% VALE3 R$ 109,11 +3,03%
EURO R$ 6,04 +1,23% MGLU3 R$ 21,11 -0,94% DÓLAR R$ 5,09 +0,51% ITUB4 R$ 32,20 -2,13% IBOVESPA 128.405,35 pts +0,27% GGBR4 R$ 28,95 -0,17% PETR4 R$ 28,25 +0,43% ABEV3 R$ 18,64 -1,95% BBDC4 R$ 27,47 -1,75% VALE3 R$ 109,11 +3,03%
Delay: 15 min
Mercado

Depois de alta de 7%, ações do BTG têm valorização reduzida

Por volta das 13h, eles estavam cotados a R$ 106,62, com alta de 0,14%

Foto: Divulgação
  • O Goldman Sachs elevou o preço-alvo do papel do banco de R$ 115 para R$ 125  
  • Entre os motivos da revisão está a expectativa por resultados sólidos no quarto trimestre de 2020, como o ROE subindo de 15,7% para 17,8% 
  • Os analistas também destacam o recente anúncio de aumento de capital do BPAC11, de R$ 2,6 bilhões, previsto para o primeiro trimestre de 2021, e que poderá gerar maior receita de juros

Depois do bom desempenho na quarta-feira (3), os papéis do BTG Pactual (BPAC11) tiveram valorização reduzida nesta quinta-feira (4). Por volta das 13h, eles estavam cotados a R$ 106,62, com alta de 0,14%. No acumulado do mês, as ações têm alta de 12,17%, e no ano, de 14,12%.

Na quarta-feira, as ações do BTG Pactual (BPAC11) tiveram a maior alta do Ibovespa, de 7%, com cotação de R$ 106,47. Isso porque o Goldman Sachs elevou o preço-alvo do papel do banco de R$ 115 para R$ 125 – potencial de valorização de 26,48%, se considerar o preço de fechamento da terça (2), de R$ 98,83.

Entre os motivos da revisão feita pelo Sachs está a expectativa por resultados sólidos no quarto trimestre de 2020, como o ROE (sigla em inglês para retorno sobre o patrimônio) subindo de 15,7% para 17,8% no período.

“Esperamos que a maioria das linhas de receita mostre melhoria com força contínua em banco de investimento, empréstimos corporativos e gestão de ativos e fortunas, enquanto as vendas e negociação podem ser um pouco mais fracas, mas ainda saudáveis”, afirmam Tito Labarta, Gustavo Schroden e Jonathan Schajnovetz, analistas do Goldman.

No relatório, o Sachs também elevou as estimativas de lucro de 2% para 5% em 2021, na comparação com 2020. Os analistas também destacam o recente anúncio de aumento de capital do BPAC11, de R$ 2,6 bilhões, previsto para o primeiro trimestre de 2021, e que poderá gerar maior receita de juros.


“Acreditamos que o banco usará seu recente aumento de capital para continuar buscando aquisições e parcerias estratégicas”, avaliam os analistas.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos