Mercado

Ibovespa hoje: Casas Bahia (BHIA3), Embraer (EMBR3) e Lojas Renner (LREN3) são os destaques positivos

O índice subiu 0,12%, aos 129.180,37, pontos e com volume negociado de R$ 21,2 bilhões

Ibovespa hoje: Casas Bahia (BHIA3), Embraer (EMBR3) e Lojas Renner (LREN3) são os destaques positivos
Loja do grupo Casas Bahia (Foto: Felipe Rau/ Estadão Conteúdo)
  • O Ibovespa subiu 0,12%, aos 129.180,37, pontos e com volume negociado de R$ 21,2 bilhões
  • As três ações que mais valorizaram no dia foram Casas Bahia (BHIA3), Embraer (EMBR3) e Lojas Renner (LREN3)

O Ibovespa hoje terminou o dia em alta de 0,12%, aos 129.180,37, pontos e com volume negociado de R$ 21,2 bilhões. Nesta sexta-feira (1°), a principal referência da B3 oscilou entre máxima a 129.715,51 pontos e mínima a 128.717,01 pontos.

Investidores monitoraram o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de 2023. No último ano, o indicador cresceu 2,9% frente a 2022. O indicador veio um pouco abaixo da mediana da pesquisa Projeções Broadcast, que previa avanço de 3%. “Apesar disso, a reação foi equilibrada, refletindo otimismo no mercado em relação à inflação controlada e à perspectiva de cortes futuros na taxa de juros”, destacou João Victor Mendes, analista da Aware Investments.

Quem também contribuiu para o desempenho positivo da Bolsa brasileira nesta sexta foram as ações preferenciais da Petrobras (PETR4), que conseguiram fechar no azul, beneficiadas pelo forte avanço dos contratos futuros de petróleo no exterior. Ao longo da semana, no entanto, os papéis da empresa sofreram com falas de Jean Paul Prates, presidente da estatal, gerando preocupações sobre os dividendos da companhia.

Em Nova York, S&P 500, Dow Jones e Nasdaq subiram 0,8%, 0,23%, 1,14%, respectivamente. O bom humor em Wall Street acompanhou a onda de otimismo com a aplicação da Inteligência Artificial (IA). O Nasdaq atingiu máxima histórica, superando seu recorde de 2021, enquanto o S&P 500 terminou acima da marca inédita de 5.100 pontos. Veja mais detalhes sobre o desempenho do mercado no país nesta matéria.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Nesta sexta, o dólar caiu 0,36% frente ao real na sessão, atingindo R$ 4,9553. O euro, por sua vez, recuou 0,02%, sendo negociado a R$ 5,372 ao final do pregão.

As três ações que mais valorizaram no dia foram Casas Bahia (BHIA3), Embraer (EMBR3) e Lojas Renner (LREN3).

Casas Bahia (BHIA3): +7,52%, R$ 9,72

As ações da Casas Bahia (BHIA3) lideraram os ganhos do Ibovespa ao longo de toda a sessão. Após a varejista anunciar que fechou com um grupo de instituições financeiras o alongamento de dívidas no valor de R$ 1,5 bilhão, os papéis da empresa terminaram o pregão em alta de 7,52%, sendo negociados a R$ 9,72.

Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a companhia afirmou que as dívidas reperfiladas, que teriam vencimento entre 2024 e 2025, terão um novo vencimento de três anos (36 meses).

A BHIA3 está em alta de 7,52% no mês. No ano, acumula uma desvalorização de 14,59%.

Embraer (EMBR3): +5,94%, R$ 25,88

Os papéis da Embraer (EMBR3) foram outros que se destacaram e terminaram o dia em valorização de 5,94%, a R$ 25,88. Para Dierson Richetti, especialista em mercado de capitais e sócio da GT Capital, o movimento ocorreu diante da expectativa de que a empresa feche contrato com a American Airlines. Além disso, a companhia também foi incluída na carteira recomendada do BTG Pactual (BPAC11) para março, o que contribuiu para o desempenho positivo da ação.

A EMBR3 está em alta de 5,94% no mês. No ano, acumula uma valorização de 15,59%.

Lojas Renner (LREN3): +5,25%, R$ 16,63

Entre os destaques do dia, estiveram ainda os papéis da Lojas Renner (LREN3), que subiram 5,25%, terminando a sessão cotados a R$ 16,63. De acordo com Richetti, da GT Capital, a companhia se beneficiou do recuo dos juros futuros no pregão, após o PIB vir próximo do esperado pelo mercado.

Publicidade

A LREN3 está em alta de 5,25% no mês. No ano, acumula uma desvalorização de 4,54%.

*Com Estadão Conteúdo

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos