EURO R$ 5,98 -0,71% MGLU3 R$ 6,71 -7,06% BBDC4 R$ 22,60 +1,44% DÓLAR R$ 5,37 -0,75% ABEV3 R$ 14,93 -3,05% ITUB4 R$ 24,79 +1,35% IBOVESPA 111.910,10 pts -0,62% PETR4 R$ 32,54 -3,96% GGBR4 R$ 28,07 +0,39% VALE3 R$ 83,66 -0,98%
EURO R$ 5,98 -0,71% MGLU3 R$ 6,71 -7,06% BBDC4 R$ 22,60 +1,44% DÓLAR R$ 5,37 -0,75% ABEV3 R$ 14,93 -3,05% ITUB4 R$ 24,79 +1,35% IBOVESPA 111.910,10 pts -0,62% PETR4 R$ 32,54 -3,96% GGBR4 R$ 28,07 +0,39% VALE3 R$ 83,66 -0,98%
Delay: 15 min
Mercado

Madero mantém IPO sem data definida após divulgação de balanço

Empresa reportou prejuízo líquido de R$ 25,2 milhões no terceiro trimestre de 2021

Grupo Madero fez pedido de IPO em agosto, mas adiou abertura de capital em outubro. Foto: Werther Santana/Estadão
  • A empresa também informou que a abertura de capital (IPO) na B3, solicitada em agosto, continua sem data definida. Em documento, o grupo alega que espera melhores condições do mercado para realizar a oferta de ações

O grupo de restaurantes Madero divulgou nesta quinta-feira (18) pela primeira vez seu balanço trimestral, que reportou prejuízo líquido de R$ 25,2 milhões no terceiro trimestre de 2021. De janeiro a setembro, o prejuízo líquido foi de R$ 115,2 milhões.

A empresa também informou que a abertura de capital (IPO) na B3, solicitada em agosto, continua sem data definida. Em documento, o grupo alega que espera melhores condições do mercado para realizar a oferta de ações.

“O Grupo Madero ,em seu plano estratégico, possui a meta de realizar um IPO assim que o mercado de capitais apresentar condições para a realização de uma operação nos parâmetros que a companhia entender adequados, o que, combinado com a retomada da normalidade das operações com consequente reflexo no Ebitda, impactará substancialmente na estrutura de capital da empresa”, diz no balanço divulgado.

Sentindo os efeitos da retomada após afrouxamento das restrições por conta da pandemia, o Madero apontou que sua receita no terceiro trimestre deste ano cresceu 66,6% na base anual, para R$ 310,4 milhões, um recorde. Antes disso, a maior receita trimestral havia sido no quarto trimestre de 2019, de R$ 277,1 milhões.

O Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado somou R$ 44 milhões ao final de setembro, um crescimento de 225,9% em comparação com os R$ 13,5 milhões registrados ao final do mesmo período do ano passado. Com isso, a margem Ebitda ajustado passou de 17,8% em 2020, para 22,1%.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos