ITUB4 R$ 23,54 -4,25% MGLU3 R$ 12,42 +0,89% DÓLAR R$ 5,65 +0,00% EURO R$ 6,58 -0,01% BBDC4 R$ 20,45 -3,91% IBOVESPA 106.296,18 pts -1,34% GGBR4 R$ 26,73 +0,72% PETR4 R$ 27,18 -1,13% ABEV3 R$ 15,00 -1,39% VALE3 R$ 76,08 +1,05%
ITUB4 R$ 23,54 -4,25% MGLU3 R$ 12,42 +0,89% DÓLAR R$ 5,65 +0,00% EURO R$ 6,58 -0,01% BBDC4 R$ 20,45 -3,91% IBOVESPA 106.296,18 pts -1,34% GGBR4 R$ 26,73 +0,72% PETR4 R$ 27,18 -1,13% ABEV3 R$ 15,00 -1,39% VALE3 R$ 76,08 +1,05%
Delay: 15 min
Mercado

Diretora de RI da Oi pagará R$ 360 mil à CVM para encerrar processo

Autarquia apurava a responsabilidade de Camille Loyo Faria por não divulgação de fato relevante

(Foto: Ricardo Moraes/Reuters)
  • A diretora de relações com investidores (RI) da Oi, Camille Loyo Faria, deve pagar R$ 360 mil à CVM para encerrar processo por não divulgação de fato relevante
  • Em 20 de janeiro do ano passado,foi detectada ‘expressiva’ oscilação nos papéis OIBR3 e OIBR4 em função de notícias divulgadas na imprensa especializada sobre a venda da participação de 25% que a Oi detinha na operadora angolana Unitel
  • A informação, entretanto, não foi comunicada formalmente ao mercado na data

A diretora de relações com investidores (RI) da Oi, Camille Loyo Faria, fechou acordo com a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para encerrar o processo instaurado contra ela por não divulgação de fato relevante. No total, a executiva se comprometeu a pagar R$ 360 mil à autarquia.

Em 20 de janeiro do ano passado, foi detectada ‘expressiva’ oscilação nos papéis OIBR3 e OIBR4 em função de notícias divulgadas na imprensa especializada sobre a venda da participação de 25% que a Oi detinha na operadora angolana Unitel. A informação, entretanto, não foi comunicada formalmente ao mercado na data, o que ocorreu somente quatro dias depois, quando a venda foi oficialmente fechada.

“Verificou-se a perda do controle das informações, tanto por meio das notícias divulgadas na mídia quanto pela identificação de uma oscilação atípica no preço dos valores mobiliários de emissão da Companhia”, afirmou a Superintendência de Relações com Empresas (SEP), responsável pela apuração.

De acordo com a SEP, a ocorrência do vazamento da operação e oscilação nos papéis já obrigava os administradores da Oi a divulgarem imediatamente os detalhes da operação, até então mantida em sigilo.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos