EURO R$ 6,30 -0,79% MGLU3 R$ 8,06 -7,36% ITUB4 R$ 22,81 -1,89% DÓLAR R$ 5,59 -0,39% BBDC4 R$ 20,42 -4,00% PETR4 R$ 28,47 -3,88% GGBR4 R$ 25,55 -2,63% IBOVESPA 102.224,26 pts -3,39% ABEV3 R$ 16,69 -3,13% VALE3 R$ 68,64 -2,64%
EURO R$ 6,30 -0,79% MGLU3 R$ 8,06 -7,36% ITUB4 R$ 22,81 -1,89% DÓLAR R$ 5,59 -0,39% BBDC4 R$ 20,42 -4,00% PETR4 R$ 28,47 -3,88% GGBR4 R$ 25,55 -2,63% IBOVESPA 102.224,26 pts -3,39% ABEV3 R$ 16,69 -3,13% VALE3 R$ 68,64 -2,64%
Delay: 15 min
Últimas notícias

Receita: arrecadação em julho soma R$ 171,270 bilhões

O resultado representa um aumento real (descontada a inflação) de 35,47%

Cédulas e moedas de real
Joel Santana Joelfotos/ Pixabay

(Estadão Conteúdo) – A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 171,270 bilhões em julho. O resultado representa um aumento real (descontada a inflação) de 35,47% na comparação com o mesmo mês de 2020.

Em relação a junho deste ano, houve aumento de 23,67% no recolhimento de impostos. O valor arrecadado no mês passado foi o maior para meses de julho da série histórica (1995).

O resultado das receitas veio dentro do intervalo de expectativas das instituições ouvidas pelo Broadcast Projeções, que ia de R$ 140,400 bilhões a R$ 184,400 bilhões, com mediana de R$ 157,850 bilhões.

No acumulado do ano até julho, a arrecadação federal somou R$ 1,053 trilhão, também o maior volume para o período da série, que começa em 1995. O montante representa um avanço real de 26,11% na comparação com os sete primeiros meses do ano passado.

Invista com TAXA ZERO de corretagem por 3 meses. Abra sua conta na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos