Últimas notícias

Restituição Imposto de Renda 2023: Receita abre consulta ao 3º lote

Este é o primeiro lote que não inclui contribuintes com prioridades previstas nas regras da Receita Federal

Restituição Imposto de Renda 2023: Receita abre consulta ao 3º lote
FOTO:WERTHER SANTANA/ESTADÃO

O contribuinte pode consultar o 3º lote da restituição do Imposto de Renda 2023 a partir desta segunda-feira (24). Este é o primeiro lote que não inclui pessoas com prioridades previstas nas regras da Receita Federal. Os repasses referentes a esta lista, por sua vez, estão previstos para o próximo dia 31.

Segundo a Receita, o lote contempla:

  • Contribuintes com prioridade legal que entregaram a declaração após 10 de junho ou que tiveram pendência com a malha fina, mas depois resolveram;
  • Contribuintes com prioridade por terem escolhido a declaração pré-preenchida ou o pagamento via Pix;
  • Contribuintes sem nenhuma prioridade.

Como consultar o 3º lote da Restituição do Imposto de Renda 2023?

Para consultar sua restituição, o contribuinte pode acessar a página da Receita a partir das 10 horas desta segunda-feira (24). É preciso informar número de CPF, data de nascimento e o ano correspondente ao lote — no caso, 2023.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos

Uma verificação mais detalhada também está disponível aos usuários na plataforma Meu Imposto de Renda, disponível no Portal e-CAC ou no aplicativo para celulares e tablets, acessível para iOS e Android.

Os pagamentos das restituições do IR 2023 serão feitos em cinco lotes, segundo informações da Receita.

Calendário completo:

  • 1º lote: 31 de maio  (prazo para entrega da declaração) – pago;
  • 2º lote: 30 de junho – pago;
  • 3º lote: 31 de julho;
  • 4º lote: 31 de agosto;
  • 5º lote: 29 de setembro.

Os pagamentos da restituição são realizados na conta corrente informada na declaração, de forma direta ou por indicação de chave Pix.

Caso o valor não seja realizado na conta informada (em caso de desativação, por exemplo), ficará disponível para resgate por até 12 meses no Banco do Brasil (BB).