Tempo Real

‘Litígio Zero’ prevê elevar piso de processos a Carf para 1 mil salários mínimos

Com a medida, a Fazenda espera redução de 70% dos processos que entram no tribunal tributário

‘Litígio Zero’ prevê elevar piso de processos a Carf para 1 mil salários mínimos
Fernando Haddad, ministro da Fazenda. Foto: Wilton Junior/Estadão

O programa “Litígio Zero”, de renegociação de dívidas tributárias proposto pelo Ministério da Fazenda, nesta quinta-feira (12), prevê elevar o piso de acesso de processos ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Hoje, o corte é de 60 salários mínimos e a proposta é que processos de até mil salários mínimos sejam julgados definitivamente nas delegacias.

Com a medida, a Fazenda espera redução de 70% dos processos que entram no tribunal tributário, mas que representam menos de 2% do valor total. “Drástica redução do tempo para solução dos litígios”, diz o documento que apresenta as medidas anunciadas pelo ministro Fernando Haddad hoje.

Segundo a apresentação, o estoque de processos administrativos no Carf vem oscilando em torno de 100 mil desde 2018. Já o valor do estoque subiu de cerca de R$ 600 bilhões entre dezembro de 2015 e dezembro de 2019 para mais de R$ 1 trilhão em outubro do ano passado, afirma a pasta.

Publicidade

Invista em oportunidades que combinam com seus objetivos. Faça seu cadastro na Ágora Investimentos