EURO R$ 6,22 -0,20% ITUB4 R$ 30,32 +1,20% MGLU3 R$ 23,75 +1,93% DÓLAR R$ 5,13 -0,05% BBDC4 R$ 25,81 +0,90% ABEV3 R$ 14,75 +0,34% IBOVESPA 113.621,30 pts +1,18% GGBR4 R$ 23,04 +2,49% PETR4 R$ 27,34 +2,63% VALE3 R$ 81,89 +3,71%
EURO R$ 6,22 -0,20% ITUB4 R$ 30,32 +1,20% MGLU3 R$ 23,75 +1,93% DÓLAR R$ 5,13 -0,05% BBDC4 R$ 25,81 +0,90% ABEV3 R$ 14,75 +0,34% IBOVESPA 113.621,30 pts +1,18% GGBR4 R$ 23,04 +2,49% PETR4 R$ 27,34 +2,63% VALE3 R$ 81,89 +3,71%
Delay: 15 min
Investimentos

O que você precisa entender antes de investir na Petz (PETZ3)

Varejista para animais de estimação teve a maior captação do ano em uma abertura de capital

(Foto: Felipe Rau/Estadão)
  • A Petz realizou IPO na B3 e teve a maior captação do ano em uma abertura de capital, de R$ 3,03 bilhões, considerando os lotes extras
  • A varejista especializada em produtos e serviços para animais de estimação é a primeira do segmento na Bolsa de Valores brasileira
  • O preço por ação foi definido em R$ 13,75, no meio da faixa indicativa, que estava entre R$ 12,25 a R$ 15,25

Fundada em 2002, a Petz (PETZ3) é uma varejista brasileira especializada em produtos e serviços para animais de estimação. Com mais de 110 lojas espalhadas por 14 estados do Brasil, a empresa realizou IPO (oferta pública inicial de ações) na Bolsa de valores na última quarta-feira (09) e teve a maior captação do ano em uma abertura de capital: R$ 3,03 bilhões movimentados, considerando os lotes extras.

No IPO, a demanda superou em seis vezes a oferta e o preço por ação foi definido em R$ 13,75, no meio da faixa indicativa, que estava entre R$ 12,25 a R$ 15,25. O fundo de private equity norte-americano Warburg Pincus, antes controlador, passou a ser acionista minoritário da companhia, com 5% dos papéis. Já o fundador da rede, Sérgio Zimerman, volta a ser majoritário com a posse de 35% das ações.

“A precificação bem no meio da faixa indicativa faz sentido, porque o mercado está conhecendo a Petz”, explica Ana Paula Tozzi, CEO e head comercial da AGR Consultores. “A parceria com o Pincus também foi muito produtiva. Eles organizaram a parte financeira e de gestão, agora é o momento perfeito para o fundo sair.”

A estreia na B3 acontece nesta sexta-feira (11) dentro do Novo Mercado, composto por empresas com os mais altos padrões de governança corporativa. Cerca de 80% dos recursos captados na oferta inicial de ações serão destinados à abertura de novas lojas e hospitais para pets e os outros 20% para investimento em tecnologia e digitalização.

Tanto pelo volume captado, quanto pelo modelo de negócio focado em animais de estimação – único até agora na B3 -, a abertura de capital da Petz deu o que falar no mercado financeiro. Mas será que investir em PETZ3 é realmente uma boa escolha ou a animação com o ativo é fogo de palha?

Os números da Petz

Por estar em um setor considerado essencial, a varejista foi pouco afetada pela crise do coronavírus. No primeiro semestre de 2020, o lucro líquido foi de R$ 22,1 milhões, frente aos R$ 3,1 milhões obtidos no mesmo período do ano passado – um crescimento na ordem de 619,6%.

É importante notar que o resultado do semestre de 2020 encosta no lucro líquido anual de 2019, fixado em R$ 23,6 milhões. Além disso, a receita líquida da companhia e o EBITDA (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) cresceram a uma taxa anual média de 32,6% e 88,8% entre 2015 e 2019, alcançando R$986 milhões e R$115 milhões no período.

“O dono de pets trata o seu animal praticamente como um filho. Ou seja, a propensão de gastar mais é altíssima”, afirma Tiago Reis, analista-chefe e fundador da Suno Research. “Observamos potencial para avanço nos gastos desse segmento, uma vez que o Brasil está muito atrás neste aspecto em relação aos outros países.”

Essa também é a visão de Luiz Claudio Dias Melo, sócio-diretor da divisão de varejo da consultoria 360º Varejo. “O mercado pet é absolutamente consolidado e está em franca expansão. O bicho de estimação já é um membro da família”, diz. “E no Brasil ainda vemos uma baixa penetração dos modelos de megastore no mercado pet, o que abre uma janela para o negócio”, afirma.

O Brasil tem atualmente cerca de 141,6 milhões de animais de estimação, segundo a Associação Brasileira de Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet). Em ordem de grandeza, o País também seria o quarto maior mercado para pets no mundo, com movimentação anual na casa dos R$ 22 bilhões.

Para Melo, outro ponto que chama a atenção na Petz é a perspectiva de crescimento da empresa para os próximos cinco anos. Enquanto o setor deve crescer 17%, segundo a varejista, a empresa deverá crescer 28%. “Sob a ótica do mercado, do que vem sendo feito na companhia e dos próximos anos, só se vê coisa boa”, ressalta Melo.

Em relação aos diferenciais do negócio, o principal fator seria a transformação das lojas em lugares para ‘passeio’. “A Petz oferece uma experiência de compra diferenciada, com tratamento médico e espaço para banho dos pets. É um verdadeiro “one-stop shop” para o dono de pet”, diz Reis.

Desafios

Apesar dos pontos positivos destacados pelos especialistas, a Petz também tem alguns desafios no caminho. Na opinião de Reis, a companhia vai precisar de disciplina para crescer de uma maneira saudável, mantendo margens de lucro boas e alta rentabilidade sobre o capital aplicado.

“A empresa já tem 69 lojas em São Paulo, sendo assim, a expansão tende a acontecer em outras regiões do País, o que traz um risco adicional de execução, considerando que o único centro de distribuição da Petz é localizado justamente em São Paulo”, afirma o especialista. Esse fato deve exigir investimento em logística e, consequentemente, do caixa da companhia.

Uma segunda ressalva seria em relação à própria abertura de capital. “Novos acionistas podem exigir posições no Conselho da companhia e novas figuras podem provocar uma mudança do modelo atual que vem sendo gerido com sucesso”, diz Melo. “A entrada de novos acionistas é sempre uma química duvidosa.”

Vale a pena investir em PETZ3?

Para os especialistas consultados pelo E-Investidor, comprar PETZ3 pode ser um bom negócio, principalmente pela perspectiva de crescimento acelerado nos próximos anos. “Quando você olha alguns indicadores sobre como os consumidores avaliam as empresas, a Petz é disparada a melhor”, diz Melo.

Na opinião de Reis, da Suno Research, a ação é uma boa aposta, mas o investimento deve ser acompanhado. “Não é um case de investimento simples, daqueles que se pode comprar e esquecer, pois é preciso se certificar ao longo do tempo que a companhia reporta o crescimento esperado”, afirma. “Porém, estamos confiantes de que ela será capaz de capturar o avanço do setor pets no Brasil.”

 

O preço por ação foi definido em R$ 13,75, no meio da faixa indicativa, que estava entre R$ 12,25 a R$ 15,25

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos