MGLU3 R$ 25,99 +1,96% DÓLAR R$ 5,47 +0,00% EURO R$ 6,66 +0,03% BBDC4 R$ 25,01 -1,84% IBOVESPA 117.380,49 pts -0,80% ITUB4 R$ 29,27 -2,14% PETR4 R$ 27,09 -1,67% ABEV3 R$ 15,15 -2,95% VALE3 R$ 93,17 -0,20% GGBR4 R$ 25,36 +1,36%
MGLU3 R$ 25,99 +1,96% DÓLAR R$ 5,47 +0,00% EURO R$ 6,66 +0,03% BBDC4 R$ 25,01 -1,84% IBOVESPA 117.380,49 pts -0,80% ITUB4 R$ 29,27 -2,14% PETR4 R$ 27,09 -1,67% ABEV3 R$ 15,15 -2,95% VALE3 R$ 93,17 -0,20% GGBR4 R$ 25,36 +1,36%
Delay: 15 min
Mercado

Investidores ganham uma hora a mais na Bolsa a partir de 3 de novembro

B3 passa a negociar até às 18 horas com o fim do horário de verão nos EUA

b3
(Foto: Divulgação B3)
  • A partir desta terça (3) pregão da bolsa brasileira passa operar durante uma hora a mais, até às 18h
  • Mudança ocorre devido ao fim do horário de verão nos EUA e dura até o dia 14 de março
  • B3 deixa de ter o after market e negociação de contratos futuros e opções também sofre alterações

A partir de terça-feira (3), o pregão da bolsa brasileira ganha uma hora a mais e passa a operar das 10 horas às 18 horas (horário de Brasília), e não mais até às 17h. A alteração ocorre para que a B3 acompanhe o período de negociação das bolsas americanas após o fim do horário de verão nos Estados Unidos.

Como as negociações de ações em Nova York terminam às 16h do horário local, a adaptação do mercado brasileiro visa atender os investidores americanos que acompanham a B3.

A extensão das 17h para as 18h do pregão no Brasil -vai até 14 de março de 2021, que os EUA entram de novo no horário de verão.

Com o horário estendido, a B3 também deixa de ter o after market, que atualmente ocorre entre 17h e 18h. A negociação de contratos futuros e de opções também sofre alterações, com os ativos passando a ser negociados a partir das 9h até às 18h25.

Invista com o apoio de conteúdos exclusivos e diários. Cadastre-se na Ágora Investimentos

Informe seu e-mail

Faça com que esse conteúdo ajude mais investidores. Compartilhe com os seus contatos